quarta-feira, julho 19, 2017

Game of Thrones. Episódio 1 da temporada 7. O resumo.

No facebook, sítio onde os blogues vão morrer, andei, na temporada passada de Game of Thrones, menina para fazer uns recápes cheios de piada. Agora, possivelmente com menos piada, faço os recápes aqui, que o povo pede, pede, e eu tipo pá, povo, não, ai, não me enervem, não quero, tá bem.

Temporada 7
Episódio 1
Dragonstone

Isto começa sem genético, o que é coisa para me deixar uuuui vem aí bosta. Pois que está o caseiro do Harry Potter a botar faladura e eu não me enganas, Valter Freitas, que fostes todo estraçalhado pela pequena no fim da temporada passada. Pois que pimbas, era a pequena, em grande domínio daquela coisa que eles também faziam muito bem na Missão Impossível, que era ter umas caras de latex e trau afinal sou o senhor dos gelados! Não, trau, afinal sou a Dolly Parton! Não, trau! E nisto envenena toda a família Freitas e, verdade que poupa as miúdas, também as deixa com um belo chiqueiro para limpar.

A Meera chega à Muralha com o Bran no trenó. Os gajos da Muralha levam o puto para dentro e a Meera tipo “tá, agora que eu o puxei pela neve, agradeço muito estes 200 metros de ajudinha, olha que foda-se.”

Em Winterfell o João das Neves quer mandar tudo o que é homem, mulher e criança para a guerra e ainda quer que o povo vá fazer de mineiro. A Lyanna concorda e nós concordamos com ela porque KWEEN. A Sonsa continua Sonsa e nheee discordo de ti, mano e nheeee vingança e o João fica puto e foi tipo tu queres ver??? 

O Raúl Meireles, que entretanto ficou encarregue de ir para lá da Muralha, daqui a pouco faz um cutchi cutchi à Matulona e os manos lá em cima recebem um corvo da Cercei que diz para o Neves ir lá ao beija-mão e deixar-se de merdas e ele tá bem deixa e a Sonsa não tenhas cuidado que vais ver, estás ralado com os zombes, vem a outra e o Frankenstein enfaixa-te a moleirinha de encontro a um pial.

A Cercei está com o decorador a pintar o chão do hall de entrada quando recebe a visita do Euro Greyjoy, que a pede em casamento. Coisas são ditas, sentimentos ficam magoados, ele vai voltar com uma prenda, que ela só dá fácil ao irmão.

O Samuel está na biblioteca nacional mas, por alguma razão, na biblioteca nacional também há um refeitório e velhotes a fazer cocó e autópsias e Mormonts carregadinhos de lepra. É como um daqueles sonhos em que um gajo está na floresta mas duas árvores são cães gigantes. Ou tens 10 euros na mão mas afinal são cobras que te falam de amor. O Samuel rouba um livro onde diz onde está uma mina – conveniente – onde se pode ir mineirar Vidro de Dragão, que mata os zombes e que – convenientemente – até nem é longe, basta apanhar a linha amarela e trocar no Marquês.

A Arya já vai toda feita, por aí fora, para ir matar mais gente, quando pára ao lado de um grupo de putos que vão acalmar o pessoal depois do massacre dos Freitas. E ela  já a ver a vida a andar para trás mas olha, vai-se a ver e são uns hippies que já estão fartos da guerra, meu, e a minha mulher acabou de ter um filho, pá, e eu sou o Ed Sheeran, quê???, come este esquilo e bebe este vinho que fiz com bagas, amiga. E ela tipo tá engarssade seus pusses, eu vou matar a rainha, boa? E eles lol boa.

O Hound é, como já se desconfiava, um fofinho cheio de emoções que vê cenas na lareira. O Dennis Pennis é um dos homens sem fronteiras #neverforget #googleit

A Dany chega a casa, com a squad toda artilhada, e eu já nem me lembrava que o Stanislau morou lá, todo azedo, era mesmo azedo. Ao lado vemos – convenientemente – algo muito parecido com o boneco que o Samuel viu no livro, da mina de Vidro de Dragão. E depois vão todos para dentro, aquilo ainda tem um fosso que sim senhor e uma vez lá dentro vai ver as vistas, e é tudo muito devagarinho e PIMBAS, passa com a mão por cima da mesa onde o Stanislau coisou a Marisandra e nós tipo ó menina vá passar um gel de álcool nisso que não há-de ser nada higiénico.

Notas mentais:
Onde é que a Dany arranjou aquelas farpelas de inverno?
O Jamie só tem uma mão mas é tão ou mais dinamarquês que tu, Euro!
Não comer uma torrada durante a cena da limpeza das arrastadeiras.

Karvela

2 comentários:

Anónimo disse...

és tão BOUA!!!!!!!!

Piston Homem disse...

Gosto de arrastadeiras com ritmo.