quarta-feira, dezembro 01, 2010

Ta tata tata tata tarara (Uma interpretação livre do Hino da Restauração)

Hoje de manhã a banda filarmónica passou pelas ruas a tocar o Hino da Restauração e um amigo entra no prédio a tocar a alvorada. O sentido de humor das terras pequenas tem um encanto que não é explicável. 

Para compensar, hoje à tarde fui ao quintal e um senhor no quintal dos vizinhos fazia uma obra e assobiava Toni Carreira. Não muito secretamente desejei que a broca lhe tornasse os tendões da mão mais suaves.  

Às vezes viver no campo faz com que fique dormente da cintura para baixo. Ou do pescoço para cima, conforme a música.

Karvela

Sem comentários: