segunda-feira, setembro 20, 2010

I am old but I am certainly not mature, Sir

Este fim-de-semana tive uma experiência reveladora. Fui a uma festa no sábado, uma amiga vai estudar para o estrangeiro (ah, o estrangeiro... lá fora...). A irmã, minha amiga de infância, juntou um grupo de gente de quem a homenageada gosta e que gosta muito da homenageada. Em 18 pessoas formaram-se dois grupos, mais por não se conhecerem do que por outra razão qualquer, mas a diferença de idades era uma distinção óbvia. Havia os vintinhos e os trintões. 

As vintinhas vinham de saltos altos, brilhos e purpurinas para uma festa de churrasco no quintal.
Os trintões vinham de ganga, ténis e cheios de fome e sede. As trintonas tinham alguma maquilhagem, que a idade não perdoa.
Os vintinhos pouco comeram, pouco beberam, mais conversaram com a homenageada (foi fofo!).
Os trintões embebedaram-se, jogaram poker e passaram a noite a gritar palavras de ordem para a homenageada (igualmente fofo!). 

E nós, os trintões, fomos parvos, muito parvos. Os (raros) olhares de puro terror dos vintinhos revelava tudo: eles vão tornar-se naquilo e não querem, recusam-se! Vão tornar-se em versões deles mesmos mas mais inchados, mais bêbados e menos cool. Mas olhem que é bem mais divertido estar do lado de cá, dos que não se importam, dos que tiram fotos a fazer cara de Maniche, dos que sabem a letra de Como o Macaco Gosta de Banana. 

Adoro a minha idade e adoro os meus amigos. Vocês rulam. E a homenageada, apesar de vintinha, é das nossas. Os restantes vintinhos um dia hão-de olhar, já trintões, para os novos vintinhos e pensar "Taduchos, isto passa-lhes!" E nós, quarentões, estaremos a tomar medicamentos e a queixar-nos das dores.

Karvela (tadinhos dos vintinhos... eram tão giros mas estavam mesmo apavorados!)

5 comentários:

laura.lx@gmail.com disse...

isto é tão verdade, tão verdade...e eu gosto tanto de ter mais do q 29...

Jorge Freitas Soares disse...

Vamos vivendo e aprendendo.. sempre

Mas olha que eu eu já estou nos entas e ainda não dei pela parte dos medicamentos :-)

Jorge

Ana disse...

Viva os 30's!!!!

Mariam disse...

And I am very old but certainly not a bit mature, Sir.

São 43, na verdade. E obtenho grandes momentos ao olhar para trás e ao olhar para a frente. As trintinhas parecem-me umas pitas cheias de ideias boas, as vintinhas um pouco perdidas, e as cinquentonas um lixo. Eu não quero ficar assim!!!

Tenho lido sempre, sempre, todos os posts, e continuo a amar este blog quase carnalmente.

Pecadora disse...

Ai... ai... eu quarentinha, continuo sem tomar remédios, mas os achaque já são alguns, os saltos altos foram só até aos trinta e poucos, agora parece que me vou atirar de um telhado qualquer... Ahh, mas continuo a ser parva, muito parva e acho que cada vez mais...
E bem me diz constantemente o gajo que me acompanha na parvoíce: mais vale uma mão inchada, que uma enchada na mão!