segunda-feira, março 15, 2010

You really should stay away from all the wine...

Deve ser uma experiência sociológica importante para a Humanidade observar o meu comportamento quando vou passear o Óscar:
1. Falo com ele.
2. Conto-lhe anedotas e depois grito que é um ingrato por não rir e que não vê nem isto do meu testamento.
3. Os meus braços atiram objectos para a direcção errada daquela processada pelo meu cérebro. Isto provoca no Óscar uma frequente sensação de "Porque é que eu estou a olhar para uma pedra que esta pessoa atirou para o outro lado da vedação da Base Aérea?".
4. Emito sons como "uuuuhh" e "hmmm..." ou "ulha!" quando encontro algo que sinto ser especial. Uma flor. Uma ratoeira com meio rato. Um poço a céu aberto.
5. Faço danças e canções. Hoje, em particular, fiz uma dança especial porque a sombra do sinal stop ao fundo da rua estava mesmo em cima da minha cabeça e parecia um afro gigante.

Falta-me, de facto, vocabulário para descrever a minha sanidade mental.

Karvela

1 comentário:

Piston disse...

Parola?