quarta-feira, outubro 14, 2009


It's the arts, stupid!

Prefácio: eu percebo tanto de arte como dos mecanismos que fazem com que um space shuttle chegue à lua.

Dito isto, fui a Serralves. O espaço está bonito, sim senhores. O que está lá dentro é que me faz espécie. Isso e as aves raras que por lá andam a tomar notas. Às quais eu respondia para a minha colega com mimos como "Olha, S., nota a ironia desta peça... ah aha ahhha aah... hmmmm" *riso pedante* ou "nota, o tom de rosa no meio do azul... isto sim, é visão! VISÃO!"
Vejamos as provas:

Isto, senhores, era carvão com umas coisas espetadas para fora, que me iam vazando uma vista. Representa, acredito, carvão com coisas espetadas. Fora isso não compreendo o que possa representar.


Já tive mesas mais animadas ao nível da coca colinha que esta...


Quando eu tinha 8 anos vim viver com os meus pais para um prédio que, ao início, antes das limpezas todas, tinha entulho parecido com este. Mas o chão não estava tão encerado por baixo. E não tinha penas na areia. Sim, aqueles pontinhos pretos são penas na areia. Disseram-me na altura que me afastasse. E também desconfiei um bocadinho deste, por isso a foto é mais ao longe que os outros.

As legendas são a melhor parte das instalações artísticas. Comecemos por esta: um mapa Michelin com a faca que a minha avó usava para descascar batatas no meio de Zurique.

... pois...

Esta seguinte não fotografei porque o queijo estava tipo verde. E não era do tipo de queijo, era mesmo porque isto existe desde 1969.

*


E se lá fiz a piada "Eu faria melhor", cheguei a casa e, na minha opinião, fiz melhor.

Eis a minha visão, as minhas legendas. A minha arte.


Karvela
Pinochio hoch über Pilze [Pinochio high on shrooms, Pinóquio pedrado com cogumelos], 2009
Barro, barro vidrado, madeira, corda.

Karvela
If Jesus was homeless, he'd be corrected [Se Jesus fosse um sem-abrigo, seria corrigido], 2009
Corrector Staples, maçã reineta, 20 cêntimos espanhóis.

Karvela
Os jovens começam cada vez mais cedo. A asfixia auto-erótica [They're starting younger and younger. Autoerotic asphyxiation], 2009
Nenuco dos anos 80, cinto do chnens.



Karvela
Ménage de escovas. E elas raladas! [brush threesome, and them ralated!], 2009
Madeira, cerda, plástico, ralador ikea, restos de colgate.

Karvela, the artiste.

13 comentários:

BlueAngel disse...

a tua arte eu entendo! yay beijocas larocas com amizade :D

Mariam disse...

Obrigada pela dica, já sei onde não ir. Naquele da areia, era capaz de espirrar para cima das peninhas, só com os nervos, lá se ia tudo pelos ares. E há alguma explicação para a presença do livro/caderno ao lado do areal? (eu ainda tento explicar essas "peças").

Gosto particularmente da tua "If Jesus was homeless". Carisma, noção de estética, ligações religiosas, muito forte ;-)

rebuxado disse...

Lindo!!! Eu não diria melhor... A tua arte supera a pseudo-arte que encontraste no Serralves (pelo menos é muito mais engraçada ;) )

Uerba disse...

Nao concordo de todo com o que dizes...bem sei que por vezes a arte parece estupida e soa-nos sem fundamento (grande prova disso e' marcel duchant)...contudo, hoje em dia, a arte provem de uma linguagem mais conceptual.
Tambem sei que a tua opiniao e' uma maioria, mas tentemos respeitar a arte se nao a conseguimos compreender.

Devo dizer que adorei o teu pinochio...eheheheh...esta um bom post e divertido, como sempre, contudo, como apreciador do teu blogue ha imenso tempo, gostaria de deixar a minha opiniao sobre este assunto. espero nao ter ofendido ninguem


"Em arte conceptual, a idéia ou conceito é o aspecto mais importante da obra. Quando um artista usa uma forma conceptual de arte, significa que todo o planejamento e decisões são tomadas antecipadamente, sendo a execução um assunto secundário. A ideia torna-se na máquina que origina a arte." Sol LeWitt

Pecadora disse...

HAHAHAHAHAHAHA Eu já não vinha aqui há que séculos. Não tenho tempo e etc. e tal. Mas, cada vez que cá venho, lembro-me porque é que não desisto... As legendas são mesmo a melhor parte!!! HAHAHAHA

Undisclosed Recipient disse...

Watch and learn, children, como se faz um comentário discordante e ainda assim cheio de classe. Obrigada, Uerba, apesar de ser Marcel Duchamp, por discordares com delicadeza.

triss disse...

Tás lá miúda.

bicho do mato disse...

Boa interpretação da asfixia auto-erótica afundada na generation gap da sexualidade juvenil...
(errr... gostei do Nenuco)

Restelo disse...

eu se fosse a ti submetia isso para apresentar em serralves. ou então para o white cube aqui em londres, nunca se sabe!

fabricius disse...

OMG! you´re a genious!! Amei amei! ate me entraram ganas de sair a la calle para fazer arte! :) beijinho bom.

Vanessa Borges disse...

No outro dia, na Art Gallery of Ontario, vi uma obra de arte de Yoko Ono. Era um palito em cima de um paralelipípedo de plástico transparente. Gosto bem mais do teu Pinóquio.

susana disse...

muito bom!!!
agora estás a perceber o que é arte :) poderá ser apenas em transmitir de uma ideia, de uma cor ,forma, sombra ou sentimento, seja ele bom ou não, compreensivel ou incompreensivel. abraço grande

cinábrio779 disse...

Bravo, amori!