terça-feira, julho 28, 2009

Bruno Aleixo for the win!

Não tendo sido seduzida à primeira, a verdade é que o Bruno Aleixo se entranhou. E tenho saudadinhas, se bem que na net sempre se vá produzindo algumas coisas. Mas a malta quer é episódios!

Fica o excerto do Pessoal e Transmissível da TSF que me fez cuspir toda no avião, especialmente lá para o fim.

(falando acerca das entrevistas que o Bruno Aleixo faz às pessoas)
Carlos Vaz Marques: Bem, desculpe não se ofenda… digamos que o Bruno Aleixo tem um estilo muito próprio, só isso.
Bruno: Se é só isso diga só isso.
Carlos Vaz Marques: Oiça, o que eu queria dizer era que quando um entrevistador fala mais do que o entrevistado nas suas entrevistas, se calhar tem de se concluir que há alguma coisa que não está a correr lá muito bem.
Bruno: Quem disse? O Carlos Vaz é que decide isso. Aprendeu na escola das entrevistas, foi? Ouça, numa entrevista o que importa é que seja interessante. Se tenho coisas mais interessantes para dizer que o entrevistado, digo-as. Não tenho culpa que isso aconteça quase sempre!
Carlos Vaz Marques: Ok, pronto, não se exalte!
Bruno: NÃO ME EXALTO SOZINHO, CARLOS VAZ, ALGUÉM ME FAZ EXALTAR, É DIFERENTE! CARAGO!
Carlos Vaz Marques: Bem, ouça uma coisa Bruno Aleixo: a esta hora há crianças nos carros, com os pais, a ouvir este programa. Agradecia que não recorresse, por favor, a esse tipo de linguagem agressiva.
Bruno: Os garotos de agora têm um intervalo de atenção de uma estrela-do-mar, homem! Devem estar com o pasmo, a embaciar o vidro de trás com o bafo, não estão a ligar nenhuma ao rádio.

Karvela

Sem comentários: