terça-feira, março 03, 2009

Vivam os funcionários públicos

Contexto: Karvela não é paga há algum tempo. Karvela é recibo verde num serviço público e liga à contabilidade da sua tutela. Apanha um funcionário público que se está a reformar (faltam uns meses), está a passar trabalho a outra pessoa e, por isso, está perfeitamente a borrifar-se. E a receber ordenado mensal nos entrementes, digo eu.

Karvela – Bom dia, desculpe estar a incomodar mas ontem o meu chefe falou com a sua chefe sobre uma factura que está aí, que é o meu salário…
Senhor Funcionário Público – Não tenho nada.
Karvela – Como é que sabe? Ainda não lhe disse os dados da factura!
Senhor Funcionário Público – Mas não tenho.
Karvela – Mas como é que sabe??
Senhor Funcionário Público – Porque não tenho nada em cima da mesa.
Karvela – Mas pode já estar feito há mais tempo, já estar despachado…
Senhor Funcionário Público – Mas não está.
Karvela – Mas como é que sabe, se eu não lhe dei os dados?
Senhor Funcionário Público – Então diga lá.
Karvela – XPTO
Senhor Funcionário Público – Não.
Karvela – Você diria que não a qualquer coisa que eu dissesse…
Senhor Funcionário Público – Se acha isso…
Karvela – Pois acho. Não lhe parece normal as pessoas estarem um bocadinho nervosas quando não recebem desde o Natal? Diga-me o nome da sua colega para eu nunca mais o chatear.
Senhor Funcionário Público – Ela não está cá hoje.
Karvela – Não me interessa, ligo amanhã. Dê-me o nome dela.
Senhor Funcionário Público – XPTO.
Karvela – Óptimo, nunca mais o chateio, bom dia e obrigada.

Karvela (tão fartiiiiiiiiinha…)

5 comentários:

Dauphin disse...

Bebé, podes fazer o linchamento do acéfalo invertebrado... mas o que tu necessitas, neste momento, é... Goldfingaaaaaaaaaa!

Piston disse...

Acho que a densidade óssea do senhor é compatível com uma casca de banana.

Bxana disse...

Daqueles que vão a manifs queixarem-se que só foram aumentados 4%?

Ya... já os conheço.
Trabalhei dois anos com eles, e cheguei a ser ameaçada por não fazer greve (estava também a recibos verdes) numa sexta-feira, contra qualquer coisa que não me lembro.

Caminho disse...

Tb há serviços onde, depois do almoço, não vale a pena pedir nada... deve ser o caso

Restelo disse...

UI! q ninguém te apanhe mal disposta... desde o Natal?!?!