sexta-feira, setembro 19, 2008

A genética é uma coisa muito chata
Ou
Amanhã vou ser ruiva


Ser loira é giro, mas é coisa que eu não me ponho a fazer em casa, sob pena de ficar, vá, muito mau. Por isso, a pedido popular, kramer excluído que me quer loira e semi-putana, pela milésima vez vou mudar de cor de cabelo, e pela terceira vou ser ruiva. E isso fez-me olhar bem ao espelho para o meu cabelo e constatar dois factos:
1. O meu cabelo cresce realmente muito depressa porque pintei-o há dois meses e já tenho raízes de mais de cinco centímetros.
2. Consigo medir o tamanho das raízes porque tenho um número obsceno de cabelos brancos.

Eu gosto dos meus cabelos brancos, gostava de os assumir de vez, mas para isso é preciso parar de pintar o cabelo. Mas ainda não estou pronta para parar de experimentar. Já fui morena, loira, ruiva e tive o cabelo azul... ainda me faltam algumas cores. Só recuso a madeixa verde que Maria José Valério há só uma e já é suficientemente ridícula. E também não sei se estou pronta para assumir o bizarro padrão de crescimento, que parece ocorrer apenas do lado direito da cabeça. Não consigo encontrar uma única cã do lado esquerdo; já do lado direito acabo de compreender que lhes perdi a conta, coisa que há um ano atrás não acontecia.
De ambos os lados da minha família todos foram grisalhos precoces. Mas acho que ninguém foi grisalho só do lado direito antes dos trinta anos.

É esta minha mania de ser diferente…

Karvela (gri ou então salha. Uma das duas)

7 comentários:

Minerva McGonagall disse...

Sempre tive a mania de querer ser ruiva. Um dia pintei o cabelo, mas a tinta só pegou na zona da raíz, e a cabeleireira a ateimar comigo que não pegou porque tinha colocado algum químico no cabelo, coisa que nunca tinha feito até então.

Além de ficar meia ruiva, fez-me alergia.

Desisti de pintar o cabelo. Poupo dinheiro e evito comichões.

BlueAngel disse...

Azul, parece-me uma boa ideia!!! :-) Provavelmente usas mais o lado esquerdo do cérebro e o direito é que paga, já se sabe... :-) Eu estou ruiva, agora. Sempre podemos fazer o clube das ruivas . lol beijocas larocas com amizade :-)

Restelo disse...

Eu cá sou fã das madeixas para tapar os brancos. Tem de se "refazer" mas nota-se menos que quando se pinta o cabelo todo (falo por experiência pois também já passei por essa fase). Visto que só vou a PT cada 3 ou 4 meses é bom pois só 2 ou 3 pessoas é tocam na minha farta (cough cough) cabeleira e estão todas em Portugal.
(A menina não tem ido ao facebook? é que recebeu um pedido de connection da minha pessoa, se calhar não está é a reconhecer o nome...)

Bxana disse...

Antes gri que salha. Salha é que não!!!

W. disse...

Há um desafio lá no estaminé para V/ Exa....

P.S.: E relatos da nova cor de cabelo?

mary disse...

Ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva! ruiva!

umquarentao disse...

Apelo em divulgação na internet:
- ÚTEROS ARTIFICIAIS: Uma Investigação Cientifica Prioritária!


Nas Sociedades Tradicionalmente Poligâmicas apenas os machos mais fortes é que possuem filhos.
No entanto, para conseguirem sobreviver, muitas sociedades tiveram necessidade de mobilizar/motivar os machos mais fracos no sentido de eles se interessarem/lutarem pela preservação da sua Identidade.
De facto, analisando o Tabú-Sexo (nas Sociedades Tradicionalmente Monogâmicas) chegamos à conclusão de que o verdadeiro objectivo do Tabú-Sexo era proceder à integração social dos machos sexualmente mais fracos; Ver http://tabusexo.blogspot.com/.

Com o fim do Tabú-Sexo a percentagem de machos sem filhos aumentou imenso…
As Sociedades Tradicionalmente Monogâmicas têm de Assumir a sua História!!!
Isto é, estas sociedades não podem continuar a tratar os machos sexualmente mais fracos como sendo o caixote do lixo da sociedade!!!
Isto é, os machos ( dotados de Boa Saúde ) rejeitados pelas fêmeas devem possuir o legítimo Direito de ter acesso a ÚTEROS ARTIFICIAS.


PS
Alarmado com o número muito elevado de solitários, o governo Sérvio quer "importar" 250 mil noivas para solitários...
Um contra-senso óbvio: de quem critica a repressão dos direitos das mulheres, e em simultâneo, procura resolver os seus problemas demográficos recorrendo a povos aonde a repressão dos direitos das mulheres proporcionou uma boa produção demográfica!!!