terça-feira, julho 01, 2008

Bonitas estórias da Bíblia
Parte VI
Acho eu
Lázaro e o cheiro a fedor


A dias de um grande amigo ser ordenado padre, meninos e meninas, é hora de mais uma Bonita Estória da Bíblia. Edição Especial Levanta-te e Anda.

Lázaro vivia na Betânia, o que é uma chatice, com os concertos e isso tudo, mas pelo menos é espaçoso, que aquilo é senhora para ter metro e meio de testa. O Lázaro um dia fica adoentado e as irmãs, Marta e Maria, depois de horas a ligar para o 808-J-E-S-U-S, quando finalmente conseguem que o Messias atenda o telefone, já o outro tinha morrido. Quatro dias depois Jesus chega.

Maria – F*#$-se… isto são horas de chegar?
JC – Filha, para quê essa fúria?
Marta – Tu aguenta-te, Maria. O homem é o Messias.
Maria – Por mim até podia ser o filho de Deus. Ninguém tem o direito de gozar assim com o dinheiro dos meus impostos… eles querem é poleiro!!
JC – Vá, acalme-se, beba esta água… hop-lá…vinho!

Marta e Maria ficam muito impressionadas com o truque e JC pira-se para o velório para tentar acordar o Lázaro. Diz lá umas coisas em biblês tipo “Ye shall cometh and then they will riseth and th th th” e o Lázaro sai da tumba tipo Manuela Ferreira Leite saída de um congresso do PSD, ainda obstruindo metade das artérias à avozinha, que não estava nada à espera que o sacana do judeu fizesse truques ao nível de uns Siegfried and Roy. Marta e Maria, bêbedas que nem cachos porque o poço não parava de jorrar carrascão, olharam para o Lázaro, choraram, riram, disseram coisas como “Cabrão”, “Papa can you hear me?”, “Devolve-me o dinheiro” ou “Eu amava-o tanto”. Ofereceram um copo a JC e alguns litros depois fizeram coisas das quais ninguém se orgulha e que, com o cheiro que Lázaro emanava, ninguém faz questão de se lembrar.

Karvela (Prémio [Camioneta da] Carreira para quem entender todas as referências a cultura pop contidas neste post)



Nota 1 – Na altura Siegfried and Roy já eram vivos e actuavam no meio do deserto do Nevada, profetizando “Um dia isto ainda há-de ter muitas luzes e plumas e lantejoulas. E tigres, daqueles meiguinhos que não mordem às ssoas…”

3 comentários:

Flávio disse...

O melhor post do ano (até agora).
Está tão bom que vou fazer um link (espero que não doa) no meu blog.

PS: Logo esta semana que devia tar a trabalhar no duro... não vales nada!

kramer disse...

Poxaaaaaa. Depois de algumas semanas sem inspiração, veio toda de enxurrada.

Adorei. Este e os outros.


E não, não digo isto porque quero ver se tenho sorte hoje à noite.

Sara disse...

Abençoada sejas.
Amen. =D

(ainda assim acho que qualquer ressuscitado sai da tumba com melhor aspecto do que a Manuela sai todos os dias do sarcófago.)