terça-feira, julho 29, 2008

Ahhhh, mom...

Desde os tempos de faculdade que eu tenho uma tradição com mamãe. Sempre que tenho um exame ela deseja-me "merda" ou "muita merda" ou "vai à merda" e eu não respondo porque dá azar.

Hoje desejou-me merda em casa. Mas depois ainda me viu na rua, já eu estava dentro do carro. Ainda fui a tempo de a ouvir gritar na rua, perante diversos vizinhos, toda feliz "VAI À MERDA!!!"

E eu acenei da janela e não agradeci.

Karvela

1 comentário:

Dauphin disse...

que tiro de sorte!