quinta-feira, novembro 22, 2007

It's not like it's the cure for cancer!!!

Hoje encontro no barco uma amiga de infância que eu não via há muito tempo.

Karvela - Olá!!! Tenho-te visto no barco! O que andas a fazer agora?
Ana - Estou com bolsa de pós-doutoramento, num laboratório.
Karvela - Eish, que bom. Também quero, mas ainda estou a terminar o mestrado, falta um bocado para o pós-doutoramento. Onde estás? Qual é a investigação?
Ana - É difícil de explicar. É no IPO e estou a investigar a genética da leucemia. E tu, o que andas a investigar?
Karvela (envergonhadérrima!) - ... adopção... é em... tipo... sociologia...
Ana - Deve ser muito interessante!
Karvela - Pois, mas não é propriamente a cura para o cancro...

Senti-me uma ervilha desinteressante.

Karvela (não era lindo se ela encontrasse MESMO a cura para o cancro?)

8 comentários:

Alf disse...

Isso faz de mim uma Ervilha ainda mais desinteressante, imagino.

Sociólogo e nem sequer praticante...

Maria Vinagre disse...

Eu acho que a adopção pode ser tão importante para a vida de uma pessoa como encontrar a cura para o cancro.
Mas preferia que encontrassem a cura para o meu cancro do que me adoptassem!

Olha, para eu não dizer mais disparates:
Já respondi ao malvado teste! :D

NEXT...

Para sempre, Maria disse...

Cada um dê o seu contributo. Ela num aspecto, tu noutro. E isso já está feito? Hum???
beijo

Anónimo disse...

Olá karvela

Somos um bando de miúdas que temos um problema: se a tua tese tivesse ocorrido estaríamos muito melhor. Nós gostamos de ti, Laura

Bjs
Maddie
Joana Cipriano
Esmeralda

Para sempre, Maria disse...

Esta cena aqui de cima.... SPOOKY!!!!

Sandra Cunha disse...

Karvela, bad bad girl. Shame on you! Tau tau no rabiosque!

Tudo é importante para a sociedade. A cura para o cancro pode ser muito importante, mas para mim, o facto de conseguir abrir a porta de casa e sair à rua sem ter milhões de toneladas de lixo a escalar ou a barricarem-me literalmente em casa é igualmente importante.

O que quero dizer com isto é que a importância é relativa e dependendo dos contextos o cientista que descobre a cura para o cancro, o «homem do lixo», o empregado do restaurante, o professor, a costureira e até, imagine-se, o sociólogo são igualmente importantes!!

Proud on yourself girl!!

Piston disse...

Anónimo, o serviço de adopção de cadáveres não está disponível na sua área. Por favor tente mais tarde.

Dreadasister disse...

Ahahahahahahahahah! Isso faz o facto de eu ter uma Ervilha bastante menos interessante!