terça-feira, novembro 20, 2007

Fassófavor de mausseliar

Por duas razões transcrevo abaixo a sms que me foi enviada ontem por uma pessoa que vou deixar anónima mas cujo pseudónimo começa por k, acaba em amer e é uma personagem do Seinfeld.

"Está aqui o rapper cego e lembrei-me de algo que nunca tinha pensado antes: como é que os cegos limpam o cú? Como confirmam que não deixa rasto?"

A primeira razão é provar que estou rodeada de gente como eu. Ou seja, gente parva com pensamentos impuros.

A segunda razão é que ele faz uma excelente pergunta. Quem de nós não tem que olhar para o papel higiénico para se certificar que não ficou um rastinho? Quem de nós não esfrega até à exaustão se ficar aquilo que os espanhóis chamam pizca de mierda? Quem de nós não fica feliz quando nota que não há vestígios de fezes quando passa com o papel, pensando "ahhhhh, que cocó gostoso!"?

Uma terceira razão, não elencada nos pontos acima, prende-se com o rapper do metro, o senhor simpático que diz "fassófavor de mausseliar fassófavor de mausseliar fassófavor de mausseliar fassófavor de mausseliar" enquanto bate com um objecto na bengala branca e que, simpaticamente, insulta os viajantes quando não lhe cai moedinha na caixa. A linha verde é grande. Literalmente.

Karvela

9 comentários:

Flávio disse...

Eu agradeço cada dia que passa em que não utilizo o Metro de Lisboa.
E quando me converter ao cristianismo vou a Fátima acender uma velinha para não voltar a usar.

Liliana disse...

Deixo outra questão, como é que eles têm a certeza que o estão a fazer no local correcto? Já tive provas que nem sempre acertam na sanita.

laepo disse...

esse rapper é aquele que anda sempre numa espécie de cantoria? nunca consegui perceber o que o raio do homem diz!

mas por acaso é uma questão bem levantada... os cegos têm uma vida tramada, xiça

BlueAngel disse...

Vale a pena pensar nisto (frase descaradamente roubada à RFM)!!! Muito bom!!! Nunca me tinha ocorrido, mas tens toda a razão. todinha!!! beijocas larocas

Minerva McGonagall disse...

Dona Karvela e senhor Kramer,

suponho que lavar o cu depois de cagar em vez de limpá-lo com papel higiénico seria uma boa maneira dos cegos se safarem, pelo menos quando estão em casa.

Na eventualidade de terem de cagar numa wc pública, só me ocorre uma ideia, embora bem medonha: esfregam o cu e cheiram o papel. Se cheirar muito mal, é porque o rego ainda não está limpinho. A operação repete-se até que o cheiro já não se note.

Que tal esta ideia de merda?

rititas disse...

e eu que ainda queria fazer um documentário cinematográfico baseado no rapper cego, no homem sem olhos e na ceguinha com voz dócil... como seria a vida deles fora do metro?... o documentário chamar-se-ia "vida além do metro".
sim, eu sei que sou parvinha...
(o meu prof fez-me desistir da ideia porque eu não conhecia pessoalmente os intervenientes).

Canibal disse...

Esse kramer tem umas saídas um bocado escatológicas.

Eu sei do que falo.
Esse indivíduo costumava dizer, a pessoas beatas, que o Papa João Paulo II também limpava o cú.

Ora, o Papa não era cego...mas tinha parkinson!
Vocês estão a imaginar o que é um idoso de 80 anos com parkinson a limpar o cú?
É Pollock...assim tipo Jackson Pollock. Googlem se não souberem quem é,,,,

Dreadasister disse...

TU és grande!...
Ainda não parei de rir...!

Anónimo disse...

LOL... deixa lá, assim só se estraga uma família :). O teu blog é delicioso! (lourencinha)