quinta-feira, outubro 25, 2007

Help, my iPod is trying to kill me in my sleep!

A vantagem de ter um iPod com 80Gb é poder enfiar lá dentro toda a música que existe no meu computador e em computadores alheios. O que significa que, se faço aquilo a que nós, pessoas que têm iPods, chamamos um shuffle, sinto-me completamente esquizofrénica.

Porque a lista é extensa, eis alguns exemplos do que tenho no iPod:

- Abba (porque adoooooooro Abba e lembro-me sempre da cara do Benny ou do Bjorn, não sei qual, muito feliz, a tocar a guitarrinha e dá-me sempre vontade de dançar. Menos na Chiquitita, que me dá vontade de converter em fado. Chiquitita iú endái crai bat de san is stilin desscái end xainingabaviú)
- Ágata (haverá algo mais triste que ouvir "Sou MÃÃÃÃE solteira e já não sinto dor" em pleno 28? A resposta é não, não há.)
- Alanis Morissette (gosto da gaja, o que é que eu posso fazer?)
- Amorphis (raramente ouço mas é daquele tipo de música que dá vontade de desatar à biqueirada)
- Ana Malhoa (sim, tenho o genérico do Buéréré, programa que nos deu personagens tão míticas como o Boireré e a Ana Malhoa)
- Backstreet Boys (não vale a pena fazerem essa cara, ainda só vamos no B!)
- Beatles (e só tenho o Help! quando a minha favorita é o Eleanor Rigby...)
- Blondie (eu também tenho um coração de vidro, mas é daquele rijo, com grumos e arestas capazes de vazar uma vista ao transeunte desprevenido!)
- Britney Spears (pré decadência)
- Broa de Mel (passear contigo, amar e ser feliz, tururururututu, o que mais quero da viiiiiiiida)
- Buena Vista Social Club (some old people suck, these old folks kick ass!)
- Cake (Going the Distance. Adoro!)
- Cat Stevens (respect, shor Islam, respect!)
- Cecilia Bartoli (Google it, bitches!)
- Cheb Mami (influências de uma Black Sheep)
- Chiquita (à noite só à noite é que ele diz que me ama, vem com falinhas mansas quando quer festa na cama)
- Cindy Lauper (um dos melhores openings de sempre: lying in my bed I hear the clock tick and think of you)
- Dead or Alive (you spin me right round baby right round like a record baby right round round round)
- Depeche Mode (Condemnation e Personal Jesus hão-de estar sempre na minha playlist)
- Dina (ahhhh, as camisas de flanela, o ar de lenhador, o cabelo de cinquentona mal resolvida...)
- Dropkick Murphys (a ouvir, a ouvir! Também para a biqueirada!)
- Duo Ouro Negro (moamba banana e cola moamba banana e cola moamba banana e cola só se come em Angola... e no Martim Moniz!)
- Duran Duran (não só são bons como um dos tipos é um 911 truther. Como não gostar dele? Han? 911 truther? Google it, bitches: Warren Cuccurullo)
- Elton John (he's queer, he's here, I love him, get used to it!)
- Eric Clapton (Cocaine - uma das melhores músicas para ouvir no carro)
- Faith No More (Ashes to Ashes - top 5 das melhores canções de todos os tempos)
- Frank Sinatra (mafioso mas mavioso. Bonito trocadilho)
- George Michael ("eheheh, George Michael!" - só tenho pena de não ter mais! É ver o episódio do Extras em que o gajo aparece para ver o fair play do moço...)
- Gotan Project (Banda sonora para uma tese)
- Graciano Saga (não sei como alguém consegue cantar tanta desgraça numa única música)
- Heróis do Mar (Quando trabalhei por breves meses no ISCTE, sempre que via o Professor Paquete de Oliveira começava a cantar para dentro "Ali vai o Paquete...". Sou estranha)
- Irmãos Catita (Escolha uma cadeira, coma um pudim flan, *vai pó caralho!!!!* vai ouvir a história de Conan o Homem Rã)
- Jon Secada (Lembro-me sempre de bons videoclipers para interpretar as sentidas canções de amor do Jon Secada)
- José Cid (escondi o cacho debaixo da cama e comi comi?)
- José Gonzalez (Veneer, belo álbum. Belo anúncio da Sony também, com as bolinhas em São Francisco. Passe o pleonasmo)
- Kanye West (é canastrão, mas tem os melhores videoclipers)
- Lara Li (ahhh, o ar obstipado, as narinas de Michael Jackson post-op barra Voldemort, o cabelo de cinquentona mal resolvida...)
- Led Zeppelin (até há pouco tempo nem ligava. Depois ouvi.)
- Leonard Cohen (o Pedro Abrunhosa dos franceses. Mas tipo em bom)

E ainda só vamos no L, não disse ainda as discografias completas de Madonna e Queen! Mas já estou cansada por hoje. Suponho que a lista tende a piorar. Acho que a esquizofrenia está em ter tão mau gosto para umas coisas e tão bom gosto para outras... especialmente quando há um certo Canibal que me faz sentir uma autêntica pária por gostar de Queen! Mas eu compenso: gosto de Cheb Mami e de Graciano Saga!

Karvela (este post é também um bom exemplo de uma cabeça cheia de letras de músicas, algo que um dia ainda me vai servir para alguma coisa, eu sei que vai. Num Portugal pós-apocalíptico vão sobreviver os que têm água, os que sabem de agricultura, os que têm armas de fogo e os que sabem letras de músicas várias... talvez para servirem de alvo para os tipos das pistolas.)

8 comentários:

Rafael disse...

uau! eu a pensar que era o único da espécie a misturar Cyndi Lauper com José Cid, ou a Alanis Morissette com a Cat Stevens e a Britney Spears ou até mesmo a Lara Li com o George Michael e os Queen...

já não me sinto tão sozinho. falta o resto agora ò.ó

- Nuno T - disse...

O que é um videocliper?

Flávio disse...

Como eu sei que não gostas de prémios e desafios e o diabo a sete, passa lá pelo cubico!

Black Sheep disse...

Aahaha, eu também tenho BackStreet Boys, para além de Cheb Mami, no meu ipod...Karvelita, no G falta-te Gipsy Kings (Jeóvi, Jeová...)!!!!

Zariza disse...

Já estou mais descansada....o meu MP3 já n me parece tão esquizofrénico. É bom saber que a loucura n é solitária

rititas disse...

e com isto só chego a uma conclusão: és aficcionada por cantoras com cabelo de cinquentona mal resolvido.

Dreadasister disse...

Acho que o melhor é mesmo não dizer nada...

BlueAngel disse...

EHEHEHEH, eu tenho leitor de mp3 há algum tempo e tenho lá pouca música. Mas quando nos podemos encontrar para me passares isso quase tudo? Poupavas-me uma trabalheira enorme!!! :-) Fantástica essa playlist! E Doce, não tens??? lol beijocas larocas