sábado, setembro 15, 2007

Isso é muito lounge!!!

Se sois habituée do programa Portugalex na Antena 1, com o António Machado e o Manuel Marques (subscrevam aqui ou aqui ou então ouçam aqui.), sabeis o que quer dizer a expressão "Isso é muito sushi!" ou "Isso é muito lounge!". O Portugalex é um magazine de notícias no qual pegam na notícia verdadeira e extrapolam para a piada. No programa de 23 de Julho (já não disponível na net mas que eu, se pedirem com jeitinho, posso enviar), falam sobre o estilo de vida sushi e lounge e tamagoshi; o anfitrião do segmento é o Pedro Miguel Amo-te, que fala sobre o Chiado e sobre as coisas serem cool, respondendo "Isso é muito sushi!".

Na sexta-feira fui ao aniversário desta senhora, a Dreadasister, que está deprimida por ter 27 anos e, por isso e por tantas outras coisas, tenho vontade de lhe dar com uma faca eléctrica na cabeça. Não só isso como nos levou a um restaurante que, nas suas palavras, "dizia na internet que era lounge cool". Passei a noite a dizer "Tanto material, tanto tanto tanto material!"


Os pratos, pelo menos 3 copos por pessoa, um bocado a dar para o dourado, mas tudo sem aquela da etiqueta, mais a dar para o aleatório cool. O ar de pânico quando os empregados começam a ver chegar um grupo de pessoas cheias de bebés. Priceless.


A aniversariante. Ela fala mesmo muito quando está ébria. Gosto.

O filho mais novo da aniversariante, envergando a t-shirt "My daddy and I agree: mommy is adorable." Claro que depois ela disse várias vezes, perante as birras dos dois filhos "Ainda bem que eu não sou a Kate McCann", mas eu prometi que não escrevia isso no blog.

O primeiro impacto: eles tinham uma carta de águas! Águas, por Deus! Eu, saloia, pessoa simples do campo, nunca tinha visto uma carta de águas e quase me urinei de emoção porque sabia que a noite só poderia melhorar.


O menú não era melhor. Eu comi aquilo que na foto parece uma língua de vaca que caiu inadvertidamente em diarreia de bebé, mas na realidade é lombo de salmão com queijo de cabra (é aquilo preto em cima) sobre puré de batata doce e alho francês. Para sorte destes gajos a comida era boa que se fartava.

Ao meu lado, kramer comeu algo que no menú dizia "Lombo de bacalhau panado com risotto de ervilhas". Bacalhau com arroz de ervilhas foi o seu jantar, portanto. Que teatrais, par Toutatis!


Vou à casa de banho. Claro que super lounge, super design. Eis senão quando vejo: palitos. Há palitos na casa de banho? Para as pessoas não palitarem os dentes na mesa? Para tirar caganitas dos refegos? Porque o queijo de cabra vem preto?

Fui ver, eram palitos. Mas tinham cabide no WC. Ponto positivo.

A cereja no topo do bolo. Com as entradas deram-nos um copinho com uma espécie de mini infusão de batata doce que eu não provei mas que disseram que estava bom. Na altura do café eu, que já tinha passado a noite a dizer que um dos empregados parecia o Imhotep do filme A Múmia, quase me desfiz a rir quando o senhor perguntou, com uma voz muito fininha "café? quer café? vai desejar café?" a todas as pessoas da mesa, sempre com o mesmo tom de voz, catorze vezes. Eu já não aguentava e tenho a certeza que ele me viu a rir. Traz-nos o café e, aparentemente, uma amostra de esperma. Era de limão. Não sei o quê de limão mas tenho a certeza que devia ser extremamente complexo, tipo "sorbet derretido dos alpes com uma fina camada de lait au chèvre embebido em pastis oriental e kava-kava"


A noite foi excelente, nem me lembro da última vez que fui para o Bairro Alto e fiquei até às 4 da manhã (espera... foi ontem...), mas o restaurante afectado, com os empregados afectados e no fim a amostrazinha para ver se eu carregava a sua semente, valeu sobretudo pela experiência criativa que me permitiu. Língua de vaca sobre diarreia + palitame no WC = Lounge, muito muito lounge!

Karvela (estes posts fotográficos tendem a tornar-se frequentes... mas o que é a vida sem um pouco de grafismo?)

8 comentários:

Fab_Emigrante_Repugnante disse...

...e a uninhinha vermelha? Karv no seu melhor! Lounge, babe!

stubby_boardman disse...

I just pissed all over myself...

laughing btw...

curiosa disse...

Eu sei quem também se ia urinar com a carta das águas... o Pedro Crispim... pois se o letrado mocinho é viciado em água engarafada, era coisa para lhe dar uma overdose!!

Headache disse...

Miúda, tu dás-lhe com uma força impressionante.

Dreadasister disse...

Quer uma gaja proporcionar uma evening agradável aos seus amigos do coeur e é esta a paga!!! LOL Parti-me a rir, como é lógico. E já estava à espera - convém não esquecer que eu, de facto, estava lá e ouvi a queridíssima Karvela a noite toda a dizer "taaaaaaaaaaaaaanto material para o blog!", "vou fotografar a casa de banho", etc... Valeu pelo convívio. Je vous adooooooooooooooore, par Toutatis!!!

Anónimo disse...

Ó pá, essa merda do Portugalex é o programa de (suposto) humor mais deprimente de Portugal. Eu estou sempre com a Antena ligada de manha (porque detesto publicidade) e quando aparecem esses gajos, zás, toca a mudar de estação antes que fique mal-disposto para o resto do dia. Mas como é que é possível um programa de humor ser tão mau que até dá vontade de chorar? E quando me lembro que é com o meu dinheiro (dos impostos e da taxa) que a RDP paga àqueles gajos, entao até me sinto pior.

triss disse...

Fui a esse mesmo restaurante na semana passada e chorei a rir com a descrição das águas "aveludadas", "suaves" ou mesmo "elegantes". Melhor ainda foi a cara do empregado quando lhe peço água da torneira. Do melhor!

Maria Vinagre disse...

Ri-me quase tanto da peça literária como dos comentários!

Karvela, continua com estas tuas reportagens fotográficas que nós adoramos!!
(Tambem podias ter tirado foto ao Ihmotep - curto o gajo!)