quinta-feira, setembro 06, 2007

Bidé é o melhor insulto de todos os tempos!

Há algumas semanas que tenho ali no meu cantinho dos favoritos um blog que é o Vai lá, vai. O dono do blog é um insuspeito funcionário autárquico do Portugal profundo, cujos post me fazem lacrimejar ocularmente com alguma frequência. Ultimamente o amigo tem-se debruçado sobre aquilo a que chama Crispinismos.
Enquanto esta naba que vos escreve se ocupava do Cláudio Ramos, o amiguinho preferiu ler o blog do sócio do Ramos. E com sócio quero dizer aquele-que-lhe-cobre-a-cavidade-anal-com-KY-e-depois-enfia-lá-para-dentro-o-chamado-senhor-tarolo.

E descobriu todo um novo mundo de possibilidades.

Este post abriu as hostilidades de hoje:
TENHO SEDE E NÃO TENHO AGUA ENGARRAFADA
Odeio agua da torneira, ja sei que faz bem que é provavelmente mais saudavel do que a engarrafada, mas sou viciado em agua engarrafada, pode ser Luso,Vitalis,Serra da Estrela ou qualquer outra, tem é que ser engarrafada, ha quem fume,beba existe quems e drogue ou jogue, enfim são varios os vicios ao menos o meu é saudavel e mais economico.Já passa da meia noite e está tudo fechado,devia ter ido ao supermercado mas não pude faze-lo.Estou a ficar maluco, e agora o que faço!?Prefiro ter fome do que sede, é horrivel ter muita sede, senti-mos o corpo a pedir agua e quando sabemos que não a temos ainda ficamos mais anciosos, a garganta seca, a lingua fica aspera, enfim um desespero.Bom, ja decidi, não vou conseguir dormir sem beber agua por isso vou beber agual DEL CANO como costumam dizer...Já está,confesso que continuo a preferir agua engarrafada mas...a necessidade falou mais alto, e olhem não morri.Ninguem morre sem estes "luxos" muitas vezes estamos é mal habituados.

Pronto. A fadinha não gosta de água da torneira porque tem tipo resídios (palavra inventada pela sogra desta que vos escreve e que por acaso até lê o blog por isso estou a habilitar-me a levar com uma tarte de gila com 605 Forte quando lá for a casa), é tipo nojenta porque é tipo do povo que abre a torneira e sai água e fica tipo super feliz. Tipo.

O amiguinho disserta longamente, fez-me rir muito. Depois continua a dissertar porque alguém faz um comentário absolutamente disparatado. E continua, já ultrapassada a crise da água porque o Crispim e seus comentadores são em tudo maravilhosos.

E mesmo assim há algo no comentário que a nossa amiga em comum fez ao blog do Crispim que supera tudo. Porque o blog é moderado e ele aceitou o comentário dela:
ouve lá ó meu ganda bidé...àgua é àgua!! experimenta encher uma garrafinha de evian com água da torneira... pode ser que os micróbios te subam ao neurónio e começes a escrever sem erros ortográficos... e sim, vou continuar a consultar o teu blog porque isto é como o povo diz "barrigadas de rir"...

Maria, tu és grande, o Crispim aceitou que o insulto bidé. Bidé, meus amigos, o melhor insulto de todos os tempos, o insulto mais velado mas ao mesmo tempo mais totalmente nojento. Tu és um bidé porque é onde as senhoras lavam as partes. Tu és aquele sítio onde as meninas apoiam o pé para colocar um tampão. Tu és o mini trono de porcelana que não chega a ser uma sanita mas também não é uma banheira. Tu és um bidé. Um bidé, meus amigos.

Karvela (palavras a reter: Crispinismos, resídios, bidé)

3 comentários:

Mack disse...

Bidé é sem dúvida o melhor insulto de todos os tempos.

Desde o primeiro dia que insisto que a maria (quando, vá-se lá entender porquê, encontra razões para o fazer), me chame bidet com "t", ao invés de simplesmente bidé.

Desconhecendo até à data, o apoio que o bidé providencia na logística da inserção dos tampões, aquele singelo "t" faz toda a diferença. Pelo menos para mim.

A gerência do vai lá vai, agradece a honra da visita e da menção do mesmo neste espaço.

Headache disse...

Bidé!
Eu ainda estou a secar as lágrimas de tanto rir com essa interpelação!

stubby_boardman disse...

pois... e ha mais razões para ele gostar da agua engarrafada.. como ele realçou, não importa a agua, ele gosta é da garrafa... é que no fim fica com a garrafinha para usar como acessório onde o sol não brilha...

residíos rula... quero 1 fatia da tarte de gila...