quinta-feira, setembro 27, 2007

A anorexia é para escoteirinhos!
E depois algo que não tem nada a ver mas é catita

Um almoço perfeito não supera um peso perfeito.
Sandocha de atum
Café duplo
Filipinos

Isto não passa de um pretexto para falar dos novos Filipinos. Não, não são cinco senhores das Filipinas aos quais paguei bom dinheiro - adiantado, ainda por cima - para praticar coisas badalhocas e depois me deixaram plantada no hotel três horas. Essa história fica para outro post.
Estes Filipinos são os mini-donuts-de-chocolate-com-sabor-parecido-ao-das-desparecidas-Belinhas-que-eu-tanto-apreciava. Agora sairam uns novos: até o biscoito de dentro é de chocolate. Uma maravilha que o Lagostim recomenda (Sr. Artiach, a conta é da CGD e pode perguntar por mim no balcão de Belém que eles sabem quem eu sou e chamam-me logo).

Já o parágrafo anterior não passa de pretexto para falar do nível de retenção anal que algumas pessoas têm. Procurava eu o site dos Filipinos para ver se havia uma foto do novo produto (Sr. Artiach, gosto muito dos seus produtos... o meu blog ainda tem alguns visitantes... se calhar... CGD... Belém...) quando encontro uma petição online. Esta petição chega a píncaros de estupidez politicamente correcta jamais alcançados.

This petition aims to gather support for the motion that using the term 'Filipinos' as a brand name for a chocolate biscuit is needlessly offensive, stigmatizing and even racist, especially in certain advertisements. (E as bolachas Belgas? Ninguém se insurge contra as belgas? Pequenas e crocantes? Também há as de chocolate para se poder lamber e ficar com os cantos da boca sujos?)

'Filipinos' cookies are small, flat, donut-shaped biscuits topped with chocolate. Filipinos are produced by Artiach, a Spanish brand that is part of the UK's United Biscuit (UB). Its website claims that Filipinos are the leading chocolate biscuit in Spain.
The name is offensive for two reasons. First of all, there is the simple name-association itself. Attaching the name Filipinos to a sweet product with a hole in the middle that is consumed for pleasure and contains little nutritional value is not very charming. (Só esta frase consegue ultra ofensiva: portanto, uma pessoa das Filipinas é escurinha, docinha e tem um buraquinho no meio. Consome-se por puro prazer e como não é muito nutritivo é mesmo só comer e depois cuspir. Mas já era assim que eu pensava em relação aos habitantes das Filipinas!!! Qual é o problema?)

Secondly, there is the problem of the name being used in marketing campaigns and thus becoming depreciatory. One blogger already noticed the food instruction on the package: "Try Filipinos after one hour in the fridge." (esse blogger é fraquinho... então com tantas coisas giras para reparar foi logo notar numa instrução que nem piada tem? Uma hora no frigorífico? A Maddie já está no frigorífico da sacristia há uns meses e nisso ninguém fala!)

Worse yet is the present Dutch campaign to sell Filipinos that asks consumers: 'Are you as Tasty as a Filipino?''Filipinos' as a brand name for a chocolate biscuit needs to be abandoned.

Isto devia ser um orgulho nacional, pá! Eu se fosse Filipina estava sempre a usar o pretexto para engatar: "Queres provar o meu buraquinho?" ou "Se me deres uma lambidela serás agradavelmente surpreendido!"

Karvela (raios partam o politicamente correcto!)

3 comentários:

Raquel disse...

Não quererás dizer "A anorexia é para escuteirinhos!"?

Raquel (raios partam o ortograficamente correcto!)

- Nuno T - disse...

"Eu se fosse Filipina estava sempre a usar o pretexto para engatar: "Queres provar o meu buraquinho?" ou "Se me deres uma lambidela serás agradavelmente surpreendido!""

Respect.

Uma pequena questão: e sendo portuguesa, que catch frase usas?

;)

cumps

Zariza disse...

O pior de tudo é que me deu uma vontade enorme de ir trincar uns filipinos.