quinta-feira, agosto 30, 2007

São jovens, não pensam!

A aproximação dos 30 anos cavalga como um... err... cavalo... em direcção a mim com aqueles cascos e aqueles músculos capazes de pôr o Super Homem numa cadeira de rodas a falar por um tubinho. Mas sobre o meu medo de cavalos falamos depois.

Dizia que estou a ficar velha e, por isso, faço aqui uma nota prévia: eu faço parte de um grupo do yahoo. Ok, eu faço parte de alguns dez, mas um deles é português e não sei ao certo quantos lêem o blog mas azareco, se lerem ficam já a saber a minha opinião! Nota prévia dois: não tenho nada contra os psicólogos, acho a maioria pessoas muito interessantes e tenho uma prima cujo curso de psicologia fez maravilhas pelo seu auto-conhecimento... e se ela era irritante enquanto criança! Nota prévia três: o e-mail transcrito abaixo foi enviado para uma das pessoas desse grupo que se tornou minha amiga e com a qual desabafei. Ou seja, não é um problema com os psicólogos mas sim com a idade da criatura que, segundo dizem, até é boa miúda. Mas o que ela escreve nesse grupo eleva-me a píncaros de irritação.

Eis o desabafo, ocultando os nomes:

Em relação à história que se passa no grupo agora, das (bleeeeeeep), e sendo a Menina X a franganota jovenzinha que é, com o curso fresquinho e cheia de teorias, só tenho algumas palavras e só me saem em inglês, que pedante: I'm SO over this group!

Parece que temos que andar sempre a pisar ovos ou lá vem a Menina X a correr do canto para nos fazer terapia! Detesto sentir-me analisada e até ia responder, mas ela ainda diria que eu tenho um recalcamento e depois tinha que a matar e isso nunca é positivo, nomeadamente no que toca à prisão e a amizades femininas que se fazem lá dentro. Eu não quero ter uma machona a tocar-me no meu cantinho especial só porque uma pita decidiu que todos estamos errados menos ela.

Isto não passa de um reflexo de estar a passar uma entrevista de uma senhora que parecia estar de costas para o gravador, é nervos, é só nervos.

Beijo
Clara

(isto é material para o blog!!!)

Karvela (Material para o blog, hoje e sempre. Lá vou voltar eu para a low talker...)

5 comentários:

Eskisito disse...

Onde estive a trabalhar (numa fábrica, onde o barulho das máquinas abafa até o maior dos barulhos) um dos putos que lá trabalhava começava a sussurar a meio da conversa. Era de loucos tentar compreender o que dizia. Mas, cansei-me e adoptei o abanar de cabeça como resposta a tudo o que dizia.

Anónimo disse...

I love your blog

Tom Riddle Jr

dauphin disse...

e a resposta da vaca? han? onde está a resposta dela?

António Manuel Dias disse...

Eu já começava a ficar preocupado, pois o rapazinho visado pela dita nunca mais respondia e estava a ver que lá teria de fazer as honras da casa e ficar mais uma vez na lista negra dos maus-feitios do grupo. Felizmente, hoje lá estava a resposta, muito mais diplomática do que seria a de qualquer um de nós, provavelmente...

dauphina disse... disse...

onde está a resposta...do ....