terça-feira, agosto 21, 2007

Shopping spree

Hoje almocei em coisa de 3 minutos apenas para utilizar a restante hora e 27 minutos no Colombo, local de culto que muito aprecio. Como o corpo não está a responder ao emagrecimento à velocidade pretendida, nomeadamente por via de não parar de comer, decidi ir comprar roupas maiores.

Ora, o S está definitivamente posto de parte, a não ser que venha a ter uma camada de sida que me deixe magra e feliz, por isso toca a ver na Bershka tudo o que estivesse marcado com M. Senti-me uma lontra. As coisas M são tão pequenas como as S e as L são para pessoas normais. Comprei M, comprei L, mas não deixei de me sentir um pequeno animal das estepes, cheio de gordura e outras gosmas.

Contudo, a boa notícia é que a partir de amanhã já não vou andar por aí enganada, a mostrar as carnes que teimam em sair pelas ranhuras das roupagens porque finalmente vou ter coisas que me servem. Estou em busca do estilo "bohemian-urban-chic-quase-a-chegar-aos-30-e-não-querendo-usar-allstar-o-resto-da-vida". Acho que me vai ficar bem.

Karvela (Ah, e assumi de vez a minha muito farfalhuda franja... dizem que mudar radicalmente de visual pode ser sinal de depressão, mas eu estou bem. EU ESTOU BEM!)

6 comentários:

Flávio disse...

O 1º sintoma é a negação.
Eu já vou na aceitação.

Maria Vinagre disse...

Só tenho duas coisas a dizer-te:

- Quando chegares aos 39 + 1 é que vais ver como elas mordem nas banhas e celulite!

- Estás desafiada no meu blog!
Desculpa lá... mas o desafio é engraçado e coisa pouca!

Anónimo disse...

Se bem me lembro da última vez que te vi eras uma gaja capaz de parar o trânsito. E sei que ainda continuas assim Laura

- Nuno T - disse...

Quase que podia jurar que te vi no Colombo na 2ª de tarde...

Zariza disse...

Ai o que eu te entendo. Esta história do S ser o novo M faz-nos sentir gordas. Com a moda da anorexia o novo M é mesmo o XXS. E depois fazem roupinhas minusculas e compridas como raio.... quem, mas quem é que tem pernas com 1,50 de altura ein????

rititas disse...

uii então a contar pelas vezes que eu própria pego na tesoura para cortar radicalmente a minha franja... (e que normalmente sai torta) estou bem. ESTOU MUITO BEM!!
ehe