segunda-feira, junho 11, 2007

E porque é que eu acho o David Fonseca sobrevalorizado?

Porque ele afigura-se-me sempre como um intelectualóide com cara de peido. As canções (tirando talvez o genérico d' O Livro dos Porquês e o The 80's e mais três ou quatro que eu nem conheço) são todas sobre o quanto ele sofre e como ele é triste. Ele é uma espécie de beto de esquerda: "ai o povo, coitadinho do povo"; quando o maior contacto que tiveram com o povo foi a empregada doméstica dos pais, igualmente betos de esquerda ou, pior ainda, betos de direita cujos filhos se revoltaram e, em vez de fazerem a linha de popó, passaram a conduzir o BMW para a estação de comboios para durante a viagem Cascais - Lisboa estarem mais perto do povo.
Ou seja, para mim o David Fonseca não passa de um beto obstipado com óculos à Clark Kent sob o efeito de ácidos vários.
Canta bem, pronto. Mas, bolas, custava-lhe ser um bocadinho mais alegre?

Karvela (detesto gente sisuda... vão ser mal dispostos para o raio que vos parta!)

12 comentários:

Sandra Cunha disse...

Por acaso até acho que ele canta mal.

E de resto, concordo em tudo!

rititas disse...

A minha música preferida do david fonseca de momento é sem dúvida a dos porquês. É linda.

Headache disse...

Junta à festa o Thom Yorke dos Radiohead.

O rapaz ficaria logo curado da depressão se inventassem Prozac em supositório.

- Nuno T - disse...

Essa descrição parece feita por mim! Pseudo-intlectualóides é o que há mais por aí, agora imagina dar 1 microfone a cada um deles, para se auto-flagelarem com público!

Mas ele nem canta mal...

cumps

kramer disse...

Compreendo onde queres chegar, embora nao saiba quais as preferências políticas do deprimido.

A confirmar-se o que dizes, estou plenamente de acordo.
Irritam-me esses pseudo-intelectuais de esquerda que se dizem muito diferentes mas no fundo são "yes man's" e não fazem a mínima do que é o povo.
E nem me vou aqui alargar sobre pessoal que toda a vida apregoa ser de esquerda e defende os seus ideais, e à primeira oportunidade adere ao sistema.

E também é melhor nao falar de sistema que é uma coisa........estranha e complicada de abordar.

Bem, é melhor é nem falar que hoje estou um pouco mal humorado. Talvez seja melhor não aceitares este comentário, mas fica ao teu critério.

António Manuel Dias disse...

Pois acho que a melhor canção dele é a versão em inglês do "Afinal havia outra" que ele cantou para o Gato Fedorento :)

http://youtube.com/watch?v=FoUVMJc2VNA

E a performance do programa de ontem ainda foi melhor (alguém tem link para ela?)

ozzy disse...

nobody likes you, everyone left you, they're all out without you havin' fun

Minerva McGonagall disse...

Ó Karvela, dizes que ele canta bem??? para quando uma lavagem aos ouvidos?

voces são tótós! disse...

quem vos dera a voces ter metade do talento dele!! voces e que não passam de um bando d tótós com a mania que são rebeldes só porque dizem mal dos outros.

SHAME ON YOU PEOPLE!!

BlueAngel disse...

Concordo 100% contigo! Também não tenho a miníma paciência para o moço. Apre!!! Aliás a música dele de que mais gosto é o "After All There Was Another". Ahhh, mas essa não é bem dele lol

Bxana disse...

Ahhh, os anónimos... como eu gosto de comentários anónimos... são tão... anónimos!:P

Para não falar do facto que expressões como "tótó" levam-me imediatamente a lugares-comuns como:

" - Tótó?

- Sim, minha senhora?

- Apetecia-me algo...apetecia-me Ferrero Rocher!"

O Pedro disse...

"As canções (tirando talvez o genérico d' O Livro dos Porquês e o The 80's e mais três ou quatro que eu nem conheço)..."

Com um conhecimento de causa destes, de facto não há mais nada a dizer.

Esta conversa toda só pode ser para rir:

AHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA