segunda-feira, maio 14, 2007

Tímpanos para que vos quero!

Hoje estive por breves minutos na Fnac do Chiado a comprar um presente para mamãe. Depois do Dia da Mãe e da operação às cataratas, decide fazer anos. Sempre em busca de atenção, é um nojo.

Adiante.

Na secção de dvd's musicais, procurando algo que se ouvisse "na altura dela", descobri que não há muitas coisas dos seus 30 anos que estejam editadas, até porque, pelos anos de juventude de minha mãe, Thomas Edison ainda não tinha encontrado maneira de domar a electricidade, o que fazia dos concertos algo de extremamente aborrecido e difícil de captar por via electrónica.


Adiante.


Estou eu na secção de dvd's musicais, já suficientemente embaraçada por ter que estar a tocar num dvd do Roberto Carlos, quando me apercebo que mesmo ao meu lado está um plasma que toca o novo trabalho conjunto de Mafalda Veiga e João Pedro Pais. Seria igual, na minha humilde opinião, ter posto dois pães de Mafra em cima de umas cadeirinhas com umas guitarras acústicas agarradas. Não seria igual porque os pães de Mafra teriam mais carisma.

Adiante.

Então vejo na tv um anão com cara de obstipado a tocar e a cantar e, ao lado, o João Pedro Pais. E penso que é o equivalente a um livro escrito a quatro mãos, pela Margarida Rebelo Pinto e pelo Paulo Coelho. Fugi da secção dos dvd's musicais.


Comprei-lhe O Santo, versão Roger Moore. Tenho pelo menos mais um Natal e um aniversário para ter a prenda da minha mãe resolvida. Nos 100 anos seguintes é que vou ter problemas.

Parabéns Senhora Velhinha!
Karvela

7 comentários:

Arnaldoooooo disse...

"Sempre em busca de atenção" é talvez a melhor expressão que já usaste...

E Felicidades à Karvela-mãe

Casih disse...

és imparável... dignamente imparavel... e concordo com o arnaldoooooo "sempre em busca de atenção" é deveras, uma das tuas melhores expressões.
beijos á prima...

Jorge disse...

Lá porque a Mafalda Veiga levou na tromba repetidas vezes e com violência acima da média até ficar naquele estado, devias evitar essas comparações. Acho muito ofensivo que a compares a um produto de panificação Mafrense.

That old Anonymous disse...

Karvela-mãe?!!!!!!

Não me digas que a cegonha...

Txiiii!!!!


(Arnaldooooo, tu que sabes da coisas, anda cá:

Conta tudo tin-tin por tin-tin....)

Sim, sim,
lembro-me daqueles vómitos... tadinha...

Quem diria, hein?

Bxana disse...

A minha querida mãe faz anos 5 dias depois de mim (lá se vai o dinheiro que hipoteticamente alguns tios me deram pelo meu aniversário...)

O meu querido pai faz anos duas semanas depois do natal (dinheiro? qual dinheiro?)

Tenho pânico dos aniversários da minha família.

Dreadasister disse...

Pães-de-Ma-fra! Pães-de-Ma-fra!

Anónimo disse...

E o Edison não aprendeu a domar a electricidade, quem o fez foi tesla:
http://en.wikipedia.org/wiki/Nikola_Tesla