segunda-feira, abril 09, 2007

As coisas que m'acontecem

Caí. Malhei. Tralhei. Espalhei-me ao comprido.
Ia eu a correr, do mais suburbano, com a mala e o saco do almoço e o casaco desnecessário porque hoje não estava frio, quando me falha o velho e cansado joelho direito, não respondendo à ordem básica "corre senão perdes o barco, mas mantendo-te de pé" e faz-me cair no meio de alcatrão e gravilha perante o olhar de algumas pessoas. Não muitas mas as suficientes para eu fazer uma cara de "ahah, que giro, ver uma pessoa a cair! Eu também me estou a rir! Olhem que fair play!"

Com ambas as mãos ensanguentadas perco o barco por 10 segundos. Telefono para casa. A menina tem dói-dói. E é com um polegar direito inchado e meia mão em carne viva que vos escrevo, praticamente inválida.

Karvela (Exagerada? Onde? Mata, pisa!)

5 comentários:

Arnaldoooooo disse...

As desculpas para não lavar roupa/loiça/chão/sanitários...

Jorge disse...

Ficaste com um coto?

BlueAngel disse...

Como te compreedo. Volta e meia o meu velho e cansado tornozelo, que sofreu uma grande entorce há alguns anos, também me falha. E aí tal como tu: caio. malho. tralho-me. espallho-me ao comprido. A última vez foi há duas semanas e anda ando com sequelas. :-) As melhoras!

That Old Anonymous disse...

Tadinha da minha menina, sempre atarefadita, a correr, a correr, a correr... e olhem o que lhe aconteceu!

Se eu pudesse amanhã de amanhã levava-te à cama uma torrada com pouca manteiga, meia de leite como deve ser, um sumo natural e, claro, um bolycao...

Por volta das dez, hã?...

Beijos... as melhoras!

Minerva McGonagall disse...

Lol... acontece a todos!