sexta-feira, março 30, 2007

Dia de folga

Estou de folga. Mais ou menos, porque tenho mil coisas para fazer, sendo que a tese interminável é uma delas. Mas como há obras na casa de cima, preparei terreno e ontem tive este diálogo com mamãe:

Karvela - Amanhã já sei que não dá para dormir, vou contigo às compras.
Mamãe - Está bem. Saimos às 9?
Karvela - Pode ser.
Mamãe - Queres fazer alguma coisa especial?
Karvela (já a pensar em comprar t-shirts a 2 euros) - Tenho que ir ao mercado comprar umas camisolas. Os ciganos devem ter novidades!!!
Mamãe - Eu só preciso de passar pela *nome da loja suprimido* porque tenho que comprar uma farinheira, um pacote de natas, uma lâmpada e estrume.
Karvela - ...
Mamãe - Então está combinado.

Acho que não vou apreciar o cozido de hoje com o mesmo apetite de outros dias...

Karvela (ahhhhh, as maravilhas de viver numa terra pequena!)

6 comentários:

Anónimo disse...

...isa,
claro k o cozido vai saber bem...com um cheirinho a estrume! Ouvi dizer k fazia crescer!

Charlotte D' Orey disse...

A loja cujo nome se encontra suprimido é aquela que começa por R tem um S no meio e termina em E?
Ou será aquela que fica em frente que comça por C , tem um M no meio e termina com A, lolololol.
Lugar típico este não?

Canibal disse...

Porra.

Eu amanhã ia aí comer mas assim vou já lanchado de casa....

mika disse...

Estrume?!?!?!
Estrume com farinheira e natas?!?
E a lâmpada? é acompanhada de quê?

bjs

Casemiro dos Plásticos disse...

ricas vidas!

That Old Anonymous disse...

E eu a pensar que andavas de folga há três anos!...

Outra dúvida: A tua tese interminável versa sobre folgas intermináveis, não é?

Boa semana, oh folgada!