terça-feira, janeiro 09, 2007

Nelo e o rolo de carne aos empurrões

Na minha terra também há um Nelo. Não é o Nelo deste post, mas é um Nelo, à semelhança de tantos Nelos e tantas Idálias. Hoje vi que o Nelo ia no barco, tinha ido a Lisboa, com sua pochete a tiracolo e um saquinho muito festivo, muito natalício. A pele brilhante dos cremes e, apenas posso supor, do nadinha de base, a roupa justa, o cabelo penteado.
Dirijo-me ao bar do barco. Apetecia-me algo. Ao Nelo também. Ele estava primeiro... e ao lado ouço a conversa:

Nelo - Tem sandes...?
Senhora do bar - Tenho.
Nelo - E o que tem?
Senhora do bar - Queijo, fiambre...
Nelo - Ah... não tem de paio?

Tudo ficou branco na minha cabeça. Não podia rir, afinal, eu sou uma pessoa respeitada na comunidade (sim, pois!). Não sei o que acabou por comer.

Karvela

2 comentários:

BlueAngel disse...

AHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH!!!!! Muito bom!!!! muito à frente!!!! não consigo parar de rir!

SeEuFosseONelo disse...

E vá lá que nao pediu de "xóooooriçe".