sábado, dezembro 30, 2006

Soem as trombetas do apocalipse: cortei o cabelo!

Não só fui a um cabeleireiro, local sempre detestável, como cortei a minha longa cabeleira que me chegava a meio das costas para algo que o meu pai descreveu como “cortaste metade do cabelo”. Já podem descer os anjos do apocalipse, estou preparada.

Karvela

P.S.: Nota mental: não voltar a arriscar cortes malucos com cabeleireiras que não conhecem o movimento do meu cabelo. E com movimento quero dizer o estúpido remoinho que tenho no topo da cabeça e que neste momento está tão curto que ganha vida própria ao fim de algumas horas. Ainda ontem assustou uma senhora quando lhe disse olá. E isso nunca é correcto.

3 comentários:

Zariza disse...

E onde está a foto desse corte de cabelo???? A menina exige ver....

Anónimo disse...

Em primeiro lugar, concordo com a amifa zariza....Exigo foto

Em segundo lugar, recordo aqui a primeira vez em que esse "remoinho" (qual Chucky) vira-se para mim e diz: "Ó amigo por acaso não arranjas aí um cigarrinho? É que a minha dona não fuma"

susana disse...

pois bem, não tenho pena nenhuma...
aliás não tenho pena nenhuma das pessoas que teêm o cabelo tão liso que até mete raiva...
....e sim, isto é tudo dor de cotovelo.....