quarta-feira, dezembro 06, 2006

Pequenas vinganças inesperadas

Fui à Zara provar e comprar os sapatos. Parei perto de um espelho, atirei todas as compras do dia para o chão, descalcei os ténis, as meias, calcei os sapatos… e nem assim a rapariga que estava a provar um casaco saiu da frente do espelho. Eu punha-me atrás, eu punha-me de lado… e a pêga parecia que fazia de propósito. Ocupava o espelho inteirinho. Saí furiosa de perto dela, batendo com os saltos no chão, clec clec clec, vi-me noutro espelho do outro lado da loja, voltei para perto dela, disse à minha companhia “Ficam-me bem! Vou levar!” e enquanto calço as meias, calço os ténis e agarro nos tarecos, ouço a seguinte pérola da boca da acompanhante da rapariga enquanto ela provava casaco atrás de casaco: “Este fica-te bem, é em évásé!”. Não disse evasé, como em fracês êvásê, mas em português mesmo! Dei uma gargalhada maléfica, disse alto “ahahah, évásé…”, com um ar condescendente de quem prova uns sapatos e compra, versus quem experimenta 10 casacos e todos parecem saquinhos de batatas nos ombros daquele cabide mal feito... e retirei-me de cena.

Eu sei que os gajos vão dizer “Ena, isto é interessante!”, mas, amigas… digam lá que não me entendem!

Karvela

10 comentários:

alguém que comprou um casaco disse...

interessantíssimo é saber que se alguém se está a ver ao espelho, não é imperioso que saia da frente só porque sim, e porque eu quero, e porque tenho um blog onde faço de conta que escrevo crónicas tipo sexo na cidade...está a entender dona egocêntrika.
Menina, ganhe juízo, e não se afunde nessa culturazinha urbana de tv shows e sapatos finos que não se aplicam a quem só anda de ténis.
A menina não tem nível para "high heels", short skirts & long jackets...

b disse...

que raio é évásé?

Minerva McGonagall disse...

Entendo perfeitamente!
E tu, que compraste o casaco, vai mamar na quinta pata do boi!

Dauphin disse...

alguém que comprou um casaco deve ter pensado: "fdx, mineva esta gaja", e ter apanhado, consequentemente, um verdadeiro camadão de nervos.
Será que alguém que comprou um casaco era a gorda que estava no espelho a comprar o merdum do corte evasé? ou seria craclé? o que ela queria, porventura, seria a peça para imprimir um efeito negligé?... negligé q.b., uma cabra em negligência com a karvela que foi apurar o seu sex-appeal e imagem feminina...
Já agora, ó alguém que comprou um casaco, esta karvela, menina - no seu parecer - ela tem público. Munto! E é munto "autêntika"...

kramer disse...

Mas é que a gaja era mesmo estúpida. Para além de que a porcaria dos casacos eram iguais, tirando o forro interior.
Pior ela queria saber qual lhe fazia notar melhor as curvas, sendo que tinha o tronco completamente a direito (tipo inglesa).
Bem como dava para ver pela amostra da mãe, que quem ficar com aquilo não tem um futuro promissor.
(perdoem-me, mas hoje estou irritado e, portanto, ainda mais ofensivo que o habitual)

BlueAngel disse...

alguém que comprou um casaco deve ser alguém que gostava de ter o estilo e a qualidade da Karvela, só pode!!! Ai, a inveja é uma coisa tão, mas tão feia. Aposto que os sapatos são super giros e fashion e alguém que comprou um casaco não encontrou o seu número para se transformar em alguém que comprou um casaco e uns sapatos fashion.

Arnaldoooooo disse...

Truque....tossias para cima da menina e dizias "Tenho mesmo que ficar em casa. O médico disse que isto altamente contagioso"


Bjs

Bxana disse...

Alguém comprou um casaco, e vive uma forma de vida amargurada. Penso eu de que...

W. disse...

Pois, o que raio é évásé, seja em que lingua for?

Anónimo disse...

É delicioso ver como vocês conseguem ser tão cabras umas para as outras.