quarta-feira, novembro 01, 2006

Esquerdo de resposta

Antes de mais, à pessoa séria, que assina os seus comentários, Blue Angel, disseste isto:
Mas q mal tem quem tem dinheiro querer ajudar quem não tem? Ela não precisa dessa exposição pública, logo...

Eu não critico que ela tenha ajudado ou tentado ajudar, o que critico é que use a fama para adoptar e agora tenha que se defender de algo um bocado parvo que fez (para além de eu achar que um bocadinho de exposição a mais não a magoaria, any publicity is good publicity...). Ela praticamente comprou uma criança, levou-a para Londres ignorando completamente que para alguns povos africanos o conceito de adopção não implica a quebra dos laços parentais. Ah e tal eu sou a Madonna, screw os pobrezinhos, vou levar este pretinho adorável, ó xor pai do puto, tome lá um cheque e eu trato da criança.
Não digo que o pai seja um inocente. Aposto que também já está a capitalizar com isto tudo! Eu acho que o ser humano é inerentemente bom, até aparecer uma revista que compre a história. ;)


E agora ao anónimo, esse ser:

Voces ek sao...na volta é por pessoas como voxes k o mundo está como está...epa, é indiferent s a criança é chinesa, italiana ou inglesa, so pelo facto d kerer adoptar uma já é um feito...s toda a gent penxar cm voces as crianças sao todas abandonadas ou nem tem oportunidade de serem felizes!!Epa, kerem criticar, aprendao a faze-lo, faxam criticas construtivas, e nao critiquem nem goxem akilo k vos parece estupido, mas sim akilo k esta mal...tal cm, o governo dest pais e as 'novas regras' impostas pela ministra da educaçao!!Opa, um conxelho, se tiverem argumentos, paxem para as criticas, se nao...nao vale a pena!!Fikem bem.

Vamos por partes.

Voces ek sao. Somos, é um facto.

na volta é por pessoas como voxes k o mundo está como está - também é um facto. As voxes são boas voxes mas tens toda razão.

epa, é indiferent s a criança é chinesa, italiana ou inglesa, so pelo facto d kerer adoptar uma já é um feito - a) não é indiferente porque existem umas coisinhas chamadas leis que regulam a adopção internacional; b) adoptar não é um feito, é um acto de amor, e é por causa de pessoas como voxes, que pensam assim, que o mundo está como está.

Epa, kerem criticar, aprendao a faze-lo, faxam criticas construtivas, e nao critiquem nem goxem akilo k vos parece estupido, mas sim akilo k esta mal - Epá, se queres escrever aprende a fazê-lo, e agora vou gozar com uma coisa que é estúpida e está mal: a tua ortografia!

tal cm, o governo dest pais e as 'novas regras' impostas pela ministra da educaçao!! - pronto, é uma pita do 9º ano toda acagaçada com os exames. Vai lá estudar, pequenina, vai.

Opa, um conxelho, se tiverem argumentos, paxem para as criticas, se nao...nao vale a pena!! - Opá, um conselho, quando aprenderes a escrever português passa por aqui, se não, vais obrigar-me a continuar o enxovalho. Ah, espera, não entendes... Xxxx kkk xkxkkk. Tass?

Karvela

5 comentários:

rititas disse...

mais do que ler os comentários das "pexoas anonimas" (os jovens que escrevem assim devem ter vindo todos da beira alta) é ler as tuas respostas. não podiam ser melhores!
*

kramer disse...

Mas de onde saiu esta gente?

Adorava ler um teste de português de uma besta desta.

Deviam era haver leis contra estas pessoas que estão a destruir a língua portuguesa.
Ou pelo menos devíamos poder mete-los em programas de adopção internacional (mesmo que sejam adultos) para irem para o raio que os parta.
Fdx!!!!!

BlueAngel disse...

Concordo contigo e com o que disseste. Na realidade a origem do meu comentário prende-se principalmente com o facto de estar a acompanhar esta história há imenso tempo e fiquei indignada (facto que não sabias) com a mediatização repentina quando eu já andava a estranhar todo este processo há algum tempo. Tudo tem a ver com umas newsletters que recebo regularmente sobre a dita cantora (de quem sou fã como prova o link no meu blog) e de me parecer que tudo estava a ser assim como que feito "debaixo dos panos" (expressão de uma canção do Ney Matogrosso). Quando a notícia saltou cá para fora já eu andava farta dela, entendes? Mas fizeste bem em responder-me pq eu tb não me expliquei. Foi assim como que um desabafo. Concordo contigo e tens toda a razão quando dizes que quando aparece uma revista a querer comprar uma história todos os valores bons se transformam em símbolos de euros (que saudades da palavra cifrão). Trabalhando no mundo editorial sei bem do que falas e há mesmo quem venda a própria alma para ganhar mais uns cêntimos. Quanto ao facto de todo o ser humano ser inerentemente bom, infelizmente não concordo. Já conheci pessoas que são inerentemente más e que só estão bem com o mau estar dos outrtos, mas não foi esse assunto que nos trouxe aqui.

Outra coisa muito importante, acho que mais importante que tudo o resto: o que é isso de dizeres que sou uma pessoa séria? Tens consciência do que acabaste de fazer? Eu tenho uma reputação a manter, sim? lol

Quanto à miudagem que escreve assim, pois não consigo entender: na mioria das vezes o que escrevem e, rincipalmente a razão porque o fazem. Afinal dá o mesmo trabalho que escrever bem e se acham que iso é cool então no futuro estaremos mesmo entregue à bicharada. Mas o que me faz mais confusão é receber mails de trabalho com esse tipo de escrita, fico possessa! E por muito estranho que pareça, já me aconteceu!

Minerva McGonagall disse...

Quando é que esta gente vai aprender a escrever???

Bxana disse...

Xxxxh kkkh Xxkxxkkhhh!

(Tradução: ahahahahah! Tiveste bem!
Confesso que houve passagens do comentário da pessoa XxxKkk que nem fui capaz de ler, de tão confuso que é o x + k + h + whatever...)