quarta-feira, outubro 11, 2006

Filme da treta

Li ontem que o Filme da Treta foi escrito por Eduardo Madeira e Filipe Homem de Melo. Nem mais nem menos que os grandes Cebola Mol. Pode ser mau? Não, não pode! Ou não fossem eles os génios criativos por detrás de êxitos como o álbum Android Polaroid ou de experiências mais antigas como este fadinho:

Foi numa noite chuvosa
Que tu a mim me deixastes
Fiquei ai tão chorosa
Com a carta que me mandastes, aiii

Não podia acreditar
Em tudo aquilo que lia
Eram erros e calinadas
Que eu nada percebia, aiii

Lá tive de me esforçar
Pra tentar-te compreender-te
Tavas-me a abandonar-me
Deus me valha, Deus me valha, aii

E agora que é que eu faço?
Que é que vai ser de mim?
Tou práqui abandonada
Por ti, Manel Jaquim, aiii

Fui falar com o bispo
Perguntar-lhe o que é que eu faço
O homem, surdo, deu-me um kispo
E para o pescoço, um laço, aiii

Voltei pra casa raivosa
Parecia uma doidivanas
Desatei a beber tudo
E fui jantar ao Timpanas, aiii

Lá escrevi este fadinho
Fado levado da breca
Hoje quem o canta muito
É a Olinda Marreca, aiii

Tu também podes cantar-li-o
Tu e quem mais quiserli-o
Isto quantos mais melhor
Venha venha quem vier

Larali-lara-larãe
Larali-a
quem não tem
Lara-li lara larai
Laralai
quem vai não vai
Ai

2 comentários:

ozzy disse...

extremamente positivo!

W. disse...

Filipe Homem Fonseca... http://fhf.blogspot.com