sexta-feira, outubro 13, 2006

Canção do dia
Oasis - Champagne Supernova


Os comentadores do Lagostim parece que adivinham. Ontem recebi este comentário:
Bom, se um dia pões aqui a champagne supernova ou a hey now, arranho-me todo!:-)
Por isso arranha-te lá, que na minha playlist eu até tinha o Champagne Supernova.

Esta é a canção que dedico hoje ao Fabricius, por ser a nossa música. Conheço o Fabricius desde os 11 anos. Até hoje somos inseparáveis mentalmente, já que fisicamente estamos um bocadinho longe. Ambos filhos únicos, temos o privilégio de ter escolhido uma espécie de irmão que é quase siamês. Até temos uma linguagem própria, o que pode parecer bizarro, mas é consequência de anos e anos de convivência. Não será difícil ouvir da nossa boca frases como "Serafim, tou serafim!" ou "A Vaca de Fogo é que no outro dia estava na loije" ou ainda "Ontem fiz numeroito". Fabricius, nós somos tão diferentes dos restantes que até a nossa canção de Verão é uma deprimência, em vez de ser uma coisa légal, para cima!

Karvela (a versão que encontrei no bestaudiocodes.com é ao vivo. O que no caso dos Oasis significa estar a cantar com cara de prisão de ventre com o microfone ao nível dos olhos para o estilo. Adoro a música deles, mas detesto-os!)

8 comentários:

Dígitus disse...

Olá, Karvela...

Hoje é dia de confidências!, embora pouco tivesses dito que eu já não soubesse: o Fabricius é muito especial à Karvela, e ainda mais agora que está "emigrado".

E como «amor com amor se paga», também faço uma confidência: baptizo-me com uma caneca de água... de hoje em diante serei Dígitus, that's my name.

Até rima!!!

Xi-coração.
(pensamento: não se devia baptizar ninguém numa sexta-feira, 13.)

x-prep disse...

Sabes Karvela, qd já se ouviu uma música centenas de vezes é normal deixá-la um bocado de lado e procurar coisas novas. O que fizeste ontem com a Wonderwall e hj com esta foi fazer-me reviver momentos de puro deleite em q fico imóvel a absorver todos os pormenores de músicas simplesmente brilhantes. É a conhecidíssima questão de colocar um cd no leitor ou ouvir de surpresa na rádio. Obrigado. A sério.

Tb fiquei a gostar do Fabricius! Só pode ser boa pessoa…:-)

E ag vou colocar o vídeo no laxante para quem quiser saber o significado de "cantar com cara de prisão de ventre com o microfone ao nível dos olhos". Eu explico: o Liam tem a chamada voz anasalada, pelo que a posição que adopta serve esse desígnio de captar o som oriundo da penca! Nas gravações do heathen chemistry (2002) usava um 2º microfone agarrado ao principal exactamente por essa razão.

el busho disse...

crapy sound...

Dígitus disse...

Txiiiii... desculpa!

Não sei se gostaste do meu nome de baptismo, mas pensei melhor...

Ficaria muito contente se fosses tu a escolher um nome para mim. Escolhes?... Tens jeito para madrinha?... E prometes não ser má?...

Well: serei provisoriamente Dígitus até tu me baptizares:dá-me um nome! Dá!...

Xi.

Casemiro dos Plásticos disse...

bom som ena ena!

Arnaldoooooo disse...

Aproveito para comprovar a relação entre o Fabricius e a Karvela. Houve alturas em que eu próprio fiquei a olhar para a janela do MSN e a pensar "é que é tal e qual o outro...."

Anónimo disse...

Detesto-os: a eles e à música deles...

Dauphin disse...

gostava de fazer um statement. O fabricius, esse ANIMAL, não é boa pessoa! Não é!

A Karvela foi enganada perante a sua cândida e deliciosa maneira de ser. Esse facínora é um sujeito tinhoso do pior, aldrabão, fascista inveterado que se dedica à sedução de jovens promissoras da nossa sociedade. Um criativo pepe rapazote da mais baixa espécie!