quinta-feira, julho 27, 2006

It's WRAUNG!

Esta manhã venho no autocarro a fazer zapping radiofónico e parei numa estação que passava o Walk on the wild side do Lou Reed. Estava mesmo a começar, é daqueles clássicos que nos embalam numa viagem, e deixei ficar. Quando me apercebo que está a passar na Rádio Renascença! Emissora Católica Portuguesa. Esta canção fala sobre fazer tudo como os malucos, sobre viver rapidamente que atrás vem gente (e este “atrás vem”, em alguns versos da canção parece-me algo literal!).

Há dissidência na Renascença! Estamos em todo o lado!

Agora, a parvalheira ofensiva:

Holly came from Miami, F.L.A.
Hitch-hiked her way across the USA
Plucked her eyebrows on the way
Shaved her legs and then he was a she

Um tipo pede boleia e atravessa os Estados Unidos. Arranja as sobrancelhas e depila as pernas. Chega lá a chamar-se Marlene.

Cito o Livro de Zé Tó 23:12 - “E o homem sairá de Miami e pelo caminho tirará os pêlos das axilas e fará a barba com muito cuidado e usará maquilhagem da M.A.C. que foi feita para esconder os poros das drag queens. E ao chegar chamar-se-á Antonieta pois é assim que Deus quer.”

Candy came from out on the Island
In the backroom she was everybody's darlin'
But she never lost her head
Even when she was giving head

A mocinha era um bocado a dar para o vaca lá na terrinha e depois da chegada a Nova Iorque não teve sinal de melhoras.

No livro de Cátia Vanessa temos, 19:84 - “A mulher honrada não deverá dar a virtude a qualquer homem. Permite-se o amor oral, a bestialidade e algum trabalho de mãos em caso de necessidade. Mas a virtude é que não, por Deus!”

And the coloured girls go
doo do doo do doo do do doo..

Evangelho de Cajó, 11:99 “E as moças às cores deverão dizer doo do doo do doo do do doo”

Poderia continuar, até porque as estrofes seguintes falam de prostituição masculina, senhores efeminados e drogas. Mas acho que já marquei a minha posição. Além disso, começam a faltar-me os Evangelhos.

Karvela (Livro de Goréti, 45:7 – “E as pessoas que escrevem em blogs e fazem posts sobre freiras e dizem mal da escolha musical da Rádio Renascença devem ser condenados ao poço do Inferno. Se o blogger não acreditar no Inferno deve bater com toda a força com o dedinho pequenino do pé direito num móvel de cozinha.”)

5 comentários:

Fartpudding disse...

Peço desculpa pela falta de originalidade, mas a única coisa que me ocorre neste momento de aflição, pânico, dor, angustia e vontade de fazer a necessidade n.º 1, motivado pela perda de crença na única instituição nacional que mantinha a decência da sociedade ao ponto de censurar os Xutos e Pontapés, tudo por culpa de uma versão até bastante respeitadora do "Avé Maria", cujos ícones intemporais são pessoas tão repeitáveis como António Sala e Olga Cardoso, que me fizeram crescer enquanto cidadão da mais fina estirpe e cujos relatos de futebol de domingo à tarde são seguidos atentamente por todo o Paraíso, desde as nuvens mais pequenas até ao trono do Senhor...ufffff.. é: "OH MEU DEUS!"

Empregado de balcão disse...

A Renascença está a mudar (já há algum tempo) e vai continuar a mudança.

Se as pessoas vão conseguir olhar para ela como "uma rádio" e não como "a rádio da igreja", não sei. Se não passa determinada musica somos contra a censura, se passa, comos contra a quebra de valores que "a rádio católica" devia ter...

É o velho "preso por ter cão ou por não ter".

P.S: E em inglês é mais facil passarem algumas musicas... os padres não precebem a letra :o)

Arnaldoooooo disse...

E Deus sentou-se na esplanada, pediu uma garrafa de água e disse: "Que se faça a internet, e da internet se faça o blogger e do blogger se faça o salsifré. Quanto é a água? 3 euros? Ah...Desgraçado..."

António Manuel Dias disse...

Felizmente que a única punição da minha religião (IPU) são umas peúgas com uns buracos ou desaparecidas ou a ocasional roupa tingida de rosa -- acho que isso serve como desculpa para não ter de ter de pontapear o móvel de cozinha.

Dreadasister disse...

Eu ouço tanta variedade de rádios que nem sabia que a Renascença era a rádio da Igreja :$
Sinto-me algo ignorante...