sexta-feira, junho 16, 2006

Pedofilia... silêncio, calma... feitiçaria... na Casa Pia....

Hoje almocei com o Arnaldo. É uma tradição que temos, almoçar pelo menos uma vez por mês. Normalmente acontece uma bizarria qualquer, mas nunca como hoje. E creio que nunca mais acontecerá em tal proporção.

Estamos a iniciar o nosso almoço quando vejo à porta da pastelaria onde comíamos nada mais do que Ferreira Diniz, arguido no processo Casa Pia. Primeiro, abro muito os olhos, solto um guincho (que soa a algo como “ihi”) e o Arnaldo olha para trás, enquanto eu digo “não olhes, não olhes!”. Depois deste momento de discrição completa, ele senta-se na mesa ao nosso lado. Nunca me esforcei tanto para não dizer as palavras “crianças”, “cuzinho” e “senta-te aqui no colinho do tio”, que são expressões que eu uso muito em conversação.

Entretanto, já estávamos nós mais calmos, porque não é todos os dias que se senta ao nosso lado alguém que guia um Ferrari e tem alegada tendência para sodomizar rapazinhos, entra uma senhora com um carrinho de bebé. E quase me saltaram os olhos, de tanta força que fiz para não desatar à gargalhada.

Karvela (remeto para o blog do Arnaldo, que também escreveu sobre o assunto)

7 comentários:

Arnaldoooooo disse...

Confesso que ficou a questão no ar....ele sodomiza ou é sodomizado por crianças de terna idade?

virgolina disse...

AS coisas estranhas que vos acontecem!!!

Anónimo disse...

...isa,
bem...por falar em bizarro. O advogado do Bibi costuma ir à minha faculdade vasculhar na livraria alguns livros. Além disso, o dinis foi psiquiatra duma colega minha...isto ainda conta como conhcer pessoas?!

kramer disse...

Inocente ou não, ter-me-ia levantado e mudado de mesa, ou saido porta fora. Deixando uma bela escarreta na cara do sr.
Onde há fumo há fogo.

Anaoj disse...

Já nem um homem pode fazer de Pai Natal para as criancinhas...

O Mafarrico disse...

Booooom... Eu também passei por esse senhor um dia destes... Confesso que tive a mesma atitude um tanto ou quanto histérica: "Ihi!"... Felizmente, andávamos ambos às compras e só me cruzei com ele uma vez.

Ele tem um ar de Pai Natal pedófilo, há que dizê-lo...

Gui disse...

Pois por mim a táctica era mesmo não conter expressões, eu não sei quem é o Arnaldo mas nem que seja um calmeirão de quase 2 mts mas seja como for acho que se impunha um "ó arnaldo não sejas assim, senta aqui no colo da titi que eu pago-te um Sumol"!!!