quarta-feira, junho 28, 2006

Estar doente faz-nos ter saudades de estar com saúde
Ou
A lógica Lili Caneças aplicada aos sintomas gripais

Diz a Lili que estar vivo é o contrário de estar morto. Pois eu digo que estar saudável é o contrário de estar doente. Hoje estou doente, e tenho saudades de anteontem, quando me sentia tão bem.

Sinto saudades de não ter um pingo insistente a escorregar lentamente por dentro da narina, de tal maneira subtil que só reparamos que ele lá está quando:
1. Começamos a lacrimejar do olho correspondente à narina;
2. O dito pingo cai, sem apelo nem agravo, sobre um papel timbrado, que até deveria seguir hoje mesmo pelo correio;
Ou ainda
3. Durante o almoço, suficientemente a tempo para percebermos que foi mesmo em cheio no prato, mas não tão a tempo que tenhamos visto exactamente onde caiu.

Sinto saudades de não ter a garganta apertada e arranhada. Sinto saudades da minha voz, que normalmente não soa como a de uma senhora de 60 anos que fuma dois maços há 30.

Sinto saudades de ter a mesa do trabalho desarrumada. Agora está arrumada porque preciso de espaço para os lenços de papel, água, medicamentos…

Sinto saudades de ter apetite.

Sinto saudades de ter a cabeça leve. Quando se está constipado a cabeça é o que mais pesa… de repente, passamos a macrocéfalos, espirrosos, sonolentos, febris, olheirentos, macilentos, esbranquiçados, ramelosos, transpirados, friorentos, encalorados. Depois de muito assoar, tal é a vermelhidão e o inchaço do nariz, que parecemos palhaços cansados. E não é preciso dizer o quanto eu odeio palhaços.

Karvela (um post deste tamanho porque estou com pinguinho no nariz… vocês rezem para nunca me dar uma camada de sida ou uma fatia de Parkinson, senão aí é que nunca mais me calo…)

2 comentários:

Arnaldoooooo disse...

Rir com a desgraça alheia....why my darling?

As melhoras

Ps....Ai quando tiveres grávida....

Anónimo disse...

antes isso que partir uma perna.
as melhoras