domingo, maio 28, 2006

O Código e o frisson desmedido

Eu gostei muito de ver o Código DaVinci. Mas do que gostei mesmo foi de estar na mesma sala de cinema que o Nuno Markl!

Karvela (fangirl!)

6 comentários:

virgolina disse...

Imagino!! Será que ele te reconheceu??!! Não me digas que perdeste essa oportunidade??!! De certeza que não viste quase nada do filme. Mas também não interessa...leste o livro...

Arnaldoooooo disse...

Na plateia também estava Madalena Cristo....e nessa ninguém notou....estava na fila J, lugar 13

O Mafarrico disse...

Bom... Eu não gostei do livro. Não me parece que vá ver o filme... Mas se na sala estivesse o Markl ou algum dos GatosFedorentos eu até ia... algum desses senhores poderia ter um acesso de humor durante o visionamento do filme e proporcionar-me umas boas gargalhadas...

A propósito de teorias da conspiração do tipo daquelas-que-não-se-podem-provar: Dizem que Judas Iscariotes na verdade não traiu o JC. Ele queria morrer (porque vivia uma filosofia que dizia que a morte é o momento de união com Deus e com o Universo) e encarregou o Judas de lhe proporcionar o "suicídio", em vez de se armar em kamikaze... Será que o Dan Brown já ouviu esta? Será que nos espera uma grande obra da literatura tipo "O Pergaminho do Jardim das Oliveiras"?

BlueAngel disse...

Compreendo a emoção. Na semana passada vi umdos Gatos Fedorentos e só não falei com ele porque ele não largou o tm....

Dauphin disse...

mas queres fazer o favor de me explicar que piada peculiar tem estar numa sala de cinema com o Nuno Marco!? Markl era o alemão nazi que morreu na segunda guerra e que tinha um judeu por amante às escondidas...

martinha disse...

Bem... mas que grande emoção!!