sexta-feira, maio 26, 2006

Armagedão
ou
How to feel stupid in only five simple lessons

Ontem deveria ter caído um meteorito em pleno Oceano Atlântico, fazendo erguer uma onda gigante que espalharia morte, fome e pestilência. Ou muito me engano ou não aconteceu nada disso. Os meus amigos sabem que eu sou uma pessoa dada aos esoterismos. Isso aliado a uns nervos permanentemente à flor da pele, só fez com que eu andasse a gritar, agitando os braços no ar: “Ai que vamos todos morrer!”

De entre os conselhos sensatos que eu dei encontraram-se as pérolas (verdadeiras, acreditem!):
“Mãezinha, se vires uma onda foge para o alto!”
“Se a onda vier sobe ao 10º andar mas não uses o elevador”
“Acho que fazes muito bem em levantar todo o dinheiro que tiveres”
"Temos que ter cuidado com as pilhagens"
“Não te preocupes com a visita de estudo da tua filha a Coruche porque aquilo é longe da costa”
e, cereja no topo do bolo:
“Amanhã vou andar com uma lanterna e umas latas de conserva na mochila”

Neste momento não me sinto nada estúpida.

Karvela (maldito sejas, senhor do www.savelivesinmay.com)

5 comentários:

n disse...

Eis o meu comentário:
..........
fim!

gaja_gira disse...

A onda chegou ao guincho: inundou-me de tédio e de vontade de comer mesmo estando eu no sótão!

O Mafarrico disse...

Parece-me estranho que não te tenha ocorrido subires ao cimo de uma árvore... Dizem que dá resultado.

Não há possibilidade de alguém vaticinar um sismozinho, um furacãozito, um tsunamizinho, uma quedazita de um raio ou outra qualquer catástrofe para Ranholas? Consta que há lá um cancro para extirpar...

Arnaldoooooo disse...

....e tanta frustação, só porque a Valentina Torres não foi à praia....melhores dias virão....

Nicas disse...

Grande peta essa do tsunami ... Não vi nada disso nas páginas amarelas... "Se existe está nas páginas amarelas" ;)