sábado, abril 08, 2006

Tattoos and me

Eu gosto de tatuagens. Gosto de as ver nos outros e gosto de as fazer. E sei que sou cliché como todas as outras meninas que também têm tatuagens e tenho pena que hoje em dia seja tão fashion tê-las. Mas vive e deixa viver, eu faço as minhas e as outras fazem as delas e cada um tem que viver com a escolha que fez, quer as ame ou se arrependa. Por isso não critico os golfinhos azuis, as borboletas na nuca ou os rococós nas vértebras. A única coisa que me deixa fora de mim é quando as gajas fazem tattoos iguais às das celebridades, sem sequer se darem ao trabalho de as adaptar.

Falo, naturalmente, da "actriz" Raquel Henriques (http://famosasportuguesas.com/categorias/raquel-henriques/ aqui semi-vestida e pré-tattoo).

Esta amiga fez a famosa tatuagem do arame farpado à volta do braço. Essa tattoo só fica bem a uma pessoa no Mundo inteiro; chama-se Pa(l)mela Anderson e só faz sentido por causa do filme Barb Wire e porque a Pa(l)mela pode fazer o que bem lhe der na gana. Raquel, tu não és a Pa(l)mela, ok?

Ontem vi numa das minhas bíblias dos assuntos pouco interessantes, a TVMais, que a miúda Raquel acrescentou umas letras por debaixo do arame farpado. E aí enfureci-me porque vi claramente "Quod me". E SEI que é o início de "Quod Me Nutrit Me Destruit" ("O que me nutre é o que me destrói", em latim). E não é mais do que a mesma frase que a Angelina Jolie tem tatuada na barriga. Amiga Raquel, tu não és a Pa(l)mela, é um facto; mas copiar a frase que a Angelina (Deusa absoluta no Olimpo das mulheres tatuadas) faz de ti uma pessoa simplesmente triste. Diz-me lá, Raquel... aquilo que te nutre é o mesmo que te destrói. Dou-te 20 euros se me conseguires explicar essa frase e o significado que tem para ti e para a tua vida.

Não podias tatuar "E pluribus unum"? Se perguntassem dizias que era o lema dos Três Mosqueteiros, não tinhas que admitir que leste a frase num estádio, quando ias a sair do Colombo.

Karvela (fã de Angelia Jolie, tatuagens e de línguas falecidas)

2 comentários:

Arnaldoooooo disse...

Eu sobre tatuagens não consigo ter uma opinião "mais ou menos". das tatuagens que conheço ou detesto ou adoro-as.

E gosto do teu glutão na cintura...e da fénix no pé...

Fab disse...

aquilo no pé é uma fénix? e eu a pensar q tinha caído uns restinhos de tinta do gato da virilha...a ideia dela!