quarta-feira, março 08, 2006

Patilhas Portas

Paulo Portas deu uma entrevista. Com aquele arzinho afectado, de maria arrogante, lá foi dizendo que Cavaco Silva não ia ser grande porra como PR, e que daqui a “vinte e tal anos” ele vai ser da idade do Professor. Logo, deixando no ar que se vai candidatar. Pessoalmente, comprometo-me desde já a contribuir para a derrota retumbante de Paulo Portas nessas eleições presidenciais. Nem quero pensar em Paulo Portas como Presidente da República. Mergulharia o país numa depressão brutal. Suicídios em massa, nevoeiro todos os dias, explosão do sol, Luís Delgado em tanga na capa da FHM.

Mas o que me incomodou não foi isso. O Paulo Portas a dizer alarvidades já é pleonasmo, e eu não gosto de repetições, e eu não gosto de repetições. O que me incomodou foi a bela da patilha. Paulo Portas apresenta-se agora com o cabelo mais comprido, deixando antever que se vai tornar numa espécie de Michael Bolton português, careca em cima, mas com uma farta juba atrás. E, lá pelo meio daquela volumosa melena, um par de patilhas compridas. Já estou mesmo a ver, PP com a sua bela samarra, bronzeado, os dentes como pérolas, as patilhas imponentes, num monte no Alentejo, o seu Sacadura Cabral a fazer mossa, esmagando os camponeses apenas com as palavras.

Ai, Paulo Portas, Paulo Portas… ainda não me tinha lembrado de ti para este blog. O meu ódio de estimação está de volta depois do exílio político. Eu não me esqueci dos fiascos governativos, Paulinho.

Karvela

1 comentário:

kramer disse...

que pena este post nao ter mais adeptos. Está cheio de pequenos pormenores. Pequenos pormenores. Mas, nao, nao tem plenonasmos, nem é um blogbolton de tanga e samarra.