quarta-feira, março 22, 2006

Agruras

Hoje, à hora de almoço, perdi o meu telemóvel. Quase foi para o maneta.

Literalmente, porque o senhor que o encontrou e mo devolveu não tinha um braço.

Karvela

3 comentários:

Dauphin disse...

tens que levar as coisas sempre num sentido tão literal da palavra!??!? Não queres dar uma singular oportunidade à causalidade natural do destino?!

André disse...

a sorte é que o manetas era um mãos limpas...
:)
:)

n disse...

Ao menso que tivesses perdido um relógio de pulso!
Teria sido menos arriscado...