sexta-feira, fevereiro 10, 2006

Un post a deux mains

(Karvela)
Trabalho algures em Lisboa, num local suficientemente central e com estacionamento de sobra para que os meus amigos me possam fazer visitas regulares à hora de almoço.
Um dos clientes habituais é o Arnaldo (http://arnaldoooooo.blogspot.com ), amigo de há já alguns anos e com o qual acontece sempre alguma coisa sinistra quando nos encontramos.

Hoje foi particularmente bizarro. Primeiro, decidimos não ir almoçar ao restaurante porque ele tinha trazido marmita para o trabalho; então eu fui comprar comida para mim e acabámos por comer no carro porque estava frio no jardim do meu local de trabalho. Em frente aquele carro passou de tudo… o senhor que ia a descascar uma laranja enquanto falava sozinho, levando à criação automática da canção:

Descascando uma laranja no passeio
Olhando estes dois à minha frente
Atirando as cascas para as redondezas
E a falar sozinho como um doente


(Arnaldo)
Além disso, também aprendemos algumas técnicas de ignorar pessoas....

Vamos supor...vamos na rua...olhamos para um carro parado e, lá dentro, um marmanjo com um tupperwear e uma menina com uma asita de frango na boca....

a) Abrir o chapéu de chuva e colocá-lo de forma e ficar escondido atrás dele. De 2 a 2 segundos...espreitar por cima como quem diz "Estou a passar despercebido...ninguém me vê"

b) parar de frente ao carro...dar uma volta sobre si mesmo e continuar a andar, como quem diz "Ò Antunes...tu disfarça...olha pró chão...que pouca vergonha...olha-me este saco de plástico do Lidl...sempre dá para levar a sandes pró centro de dia...anda cá saco...."

c) andar apressadamente como quem diz "Tenho que me despachar que senão fico todo mijadinho"

(Karvela) E nunca esquecer que se um grupo de agentes motards da PSP passar por vós, a única explicação lógica é que estão a fazer uma corrida. (Arnaldo) E o motorista do senhor presidente ficou para trás....porque em segunda o carro não passa dos 70 km.

Karvela & Arnaldo (O Ebony e a Ivory... mas em branco e sem talento para a música).

Sem comentários: