sexta-feira, novembro 18, 2005

Atingi o cúmulo da demência

Estou num momento da minha vida em que estou um bocadinho excêntrica. Calço meias às riscas coloridas, ando a ler romances em francês (percebo 2 em cada 10 palavras, e o resto é juntar os espaços em branco), e o programa de rádio que eu tento não perder chama-se África Astrologia.

Professor Bambo e Professor Mohamed são irmãos, senegaleses, muçulmanos. São também médiuns-videntes, trabalhando para o povo. Mediante uma módica quantia, obviamente, que não andamos aqui a fazer favores a ninguém. O programa de rádio (que agora também existe na televisão) conta ainda com uma tradutora, Ana Rodrigues, que é muito eficiente no seu francês, mas que tem a irritante mania de dizer a palavra "mnhér" em vez de "mulher".

O programa é dinâmico, sempre com o mesmo tipo de alinhamento. Um cicerone de voz grossa dá-nos as boas vindas e apresenta-nos o Professor Bambo ou o Professor Mohamed (que nunca se encontram, é sempre um ou outro, que alguém tem que ficar a atender o telefone lá na loja!). Depois, Ana Rodrigues começa, em francês e em português, a conversar com o Professor. As emissões são sempre temáticas - o Islão; as maldições; os fantasmas; o divórcio - e entre dois dedos de conversa, atendem-se chamadas.

Nos telefonemas está o real interesse destas emissões. As pessoas telefonam – Ana Rodrigues sempre enquanto tradutora, vai mediando a conversa entre o Professeur e o ouvinte. As pessoas dão o nome e a data de nascimento, Professor concentra-se e diz de sua justiça. Vai perguntando às pessoas se está tudo certo, e elas vão dizendo que sim, que sim… mas ai de alguém que diga que não! Ficam furiosos e tentam dar a volta ao que disseram! Gosto especialmente de casos de mães que pedem para fazer vidências para os filhos, em que todos os comportamentos indicam consumo de drogas e eles dizem: « Non, madame, votre fils n’a pas un problème avec des drogues, c'est une maldition!!! »
Depois, normalmente, dizem à pessoa: “Já não temos mais tempo, mas pedimos-lhe que se dirija à África Astrologia para lhe oferecermos uma consulta gratuita”. Gratuita fora o dinheiro que lhe vão cobrar, penso sempre.

O programa passa (publicidade gratuita e muito merecida), todos os dias da semana em 101.9, entre as 9h e as 10h da manhã. Também passa às 18h na SeixalFM, mas nunca sei muito bem os dias. Também passa a meio da tarde noutras frequências. E eu sei disto tudo porque está a fazer agora dois anos que sou ouvinte ávida e frequente deste programa.

Karvela (que promete que um dia liga para a África Astrologia)

4 comentários:

Anónimo disse...

Se tivesse coragem telefona com o seguinte problema

"Bom dia, sou o Adriano, tenho 26 anos e o médico avisou-me que tenho a próstata. O que devo fazer?"

Odd

Dauphin disse...

Adriano, essa não se adequa muita a esta mensagem, nem ao programa... é melhor esperares, fica para a próstata! karvela, volta a trabalhar em duplo. Já estás a sentir os efeitos do tempo livre. Africa Astrologia? p'la tua saúde!

Undisclosed Recipient disse...

Caro Golfinho,
Ouve uma única vez o África Astrologia e diz-me se não ficas agarrado/a!

Pedro Duarte disse...

Epa, "entre as 9h e as 10h da manhã" isso é mto cedo se for fds ou tou nos transporte a caminho do trabalho... Pq é que eles não fazem um posdcast como a antena3 faz com o programa do Nuno Markl ?