segunda-feira, setembro 26, 2005

I just threw up in my mouth a little

1. A minha vizinha, com 320 anos e dois dentes, a comer um gelado à porta de casa. Se fosse um Calipo tinha tirado uma fotografia.
2. Uma senhora obesa, na Cª das Sandes, a comer uma baguete cheia de maionese. A saia do tamanho de uma tenda de campismo com dois quartos e avançado não impediu que se visse as suas coxas gordas e vermelhas do atrito. Não cheguei ao fim da minha baguete cheia de maionese.
3. Funcionários da nobre arte da construção civil, ao fim de um quente dia de trabalho, no 28. Durante meia hora. Ao meu lado.
4. Cenário: catamarã; hora: 8:30; intervenientes: uma cigana barulhenta, seu bebé barulhento, o banco da frente. Bebé chora, leva com as costas no banco da frente e ainda com gritos nos ouvidos. Com o berreiro, todos nós tivemos vontade de nos atirarmos contra o banco da frente até à morte.
5. Toco no varão do autocarro para me equilibrar. Estava gorduroso e desconfio que tinha muito a ver com um senhor seboso que acabara de sair.
6. Tomo o pequeno-almoço, agarrando num pão com manteiga com ambas as mãos e levando-o à boca. De repente, lembro-me do varão.

Karvela

Sem comentários: